clique para ir para a página principal

Eletrobras tem lucro de R$ 1,26 bilhão no 4T20

Atualizado em -

Eletrobras tem lucro de R$ 1,26 bilhão no 4T20 Reuters
► 3R Petroleum anuncia follow-on e pode levantar R$ 972 milhões► Governo Federal qualifica três projetos de leilão de transmissão de energia

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

A Eletrobras (ELET3; ELET5; ELET6) registrou lucro líquido de R$ 1,269 bilhão no quarto trimestre de 2020, queda de 44% na comparação anual. O resultado foi impactado principalmente pela variação cambial decorrente da pandemia, gerando despesa financeira de R$ 544 milhões.

Para o ano, o lucro foi de R$ 6,38 bilhões ante os R$ 11,13 bilhões de 2019.

A receita líquida foi de R$ 29,081 bilhões, queda de 2% em comparação com os R$ 29,714 bilhões de 2019. De acordo com o release divulgado pela empresa, esse resultado foi afetado pela redução de receita decorrente da inflexibilidade de Candiota III e parcela negativa de energia pela extensão das paradas das usinas de Angra 1 e 2 nos montantes, bem como pelo término de contratos de Energia Existente no Ambiente de Contratação Regulada (ACR) em Furnas e Eletronorte. Para o quarto trimestre, foi de R$ 9,013 bilhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 10,487 bilhões no ano de 2020, queda de 9% ante o ano anterior. Só para o quarto trimestre, o Ebitda ficou negativo em R$ 299 milhões, ante R$ 3,239 bilhões no mesmo período de 2019.

A Eletrobras informou que vai distribuir, em dividendos, pouco mais de R$ 1,5 bilhão aos acionista, sendo R$ 1,038 por ação preferencial e R$ 0,943 por ação ordinária, na data base de 31 de dezembro de 2020.

Na mira da privatização

O governo federal vem tentando vender a companhia, que gera 34% da energia do país, desde a gestão do ex-presidente Michel Temer. Após troca de comando na Petrobras gerar descontentamento no mercado financeiro, o presidente Jair Bolsonaro enviou ao Congresso uma Medida Provisória que autoriza a Eletrobras a entrar no Plano Nacional de Desestatização.

"Nossa agenda de privatização continua a todo vapor. Nós queremos, sim, enxugar o Estado, diminuir o tamanho do mesmo, para que a nossa economia possa realmente dar a satisfação, dar a resposta que a sociedade precisa", disse o presidente durante a cerimônia de entrega da MP.

De acordo com o ex-presidente e conselheiro da Eletrobras Wilson Ferreira Júnior, a companhia pretende desligar mais 476 empregados como parte do seu plano de aposentadoria voluntária até o fim do ano, o custo dos desligamentos está estimado em R$ 245 milhões.

A elétrica registrou um aumento de 25% nos custos e despesas operacionais totais em 2020, que somaram R$ 26,37 bilhões no ano, ante R$ 21,113 bilhões no exercício anterior. O aumento foi impulsionado pelo significativo registro de provisões, da ordem de R$ 7,374 bilhões, 268% superiores ao anotado no ano anterior. Por outro lado, a linha de Pessoal, Material, Serviços e Outros (PMSO) recuou 7% no ano, somando R$ 9,17 bilhões.

Relacionados:

► 3R Petroleum anuncia follow-on e pode levantar R$ 972 milhões► Governo Federal qualifica três projetos de leilão de transmissão de energia

Leia mais: