clique para ir para a página principal

Importação de soja do Brasil pela China caiu 80% nos dois primeiros meses do ano

Atualizado em -

Importação de soja do Brasil pela China caiu 80% nos dois primeiros meses do ano Ivan Bueno
► CNA: PIB do agronegócio tem crescimento recorde de 24,31% em 2020► Apesar de safra e crescimento recordes, emprego no agronegócio recuou 5,2% em 2020

Nos dois primeiros meses de 2021, as importações de soja brasileira pela China recuaram quase 80% na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados da Administração Geral de Alfândegas levantados pela agência Reuters.

No período, foi importado 1,03 milhão de toneladas ante 5,14 milhões registradas no anterior. Por outro lado, os embarques dos Estados Unidos para a China em janeiro e fevereiro totalizaram 11,9 milhões de toneladas, quase o dobro do volume do ano anterior, de 6,1 milhões. A China ampliou as compras de produtos agrícolas norte-americanos, incluindo soja, após os dois países terem assinado um acordo comercial inicial em janeiro de 2020.

Nos dois primeiros meses deste ano, as importações chinesas de soja foram de 13,41 milhões de toneladas – uma queda de 0,8%.

O apetite chinês pela oleaginosa deve seguir aumentando graças a boas margens de processamento de uma demanda saudável do setor de criação de suínos, que tem se recuperado. Novos casos de peste suína africana nos últimos meses, no entanto, lançaram dúvidas sobre a produção de carne suína do país e geraram preocupações sobre a demanda por farelo de soja, a mais importante proteína utilizada para produzir ração animal.

PIB do Agronegócio

O Sócio e Economista da VLG Investimentos, Leonardo Milane, aponta que o agronegócio segue em franca expansão com um PIB gerado pelo setor em constante crescimento a cada ano.

"Temos no Brasil condições muito favoráveis em relação a outros produtores de commodities agrícolas: como o clima, qualidade da terra, preço da mão de obra, um câmbio depreciado favorecendo a exportação. Essa combinação de fatores leva o agronegócio a ser o melhor setor da economia brasileira e deve continuar sendo por mais tempo", explica Milane.

Outro ponto destacado pelo economista da VLG Investimentos é que não é preciso, necessariamente, ser um produtor rural para lucrar com o agronegócio. Além das possibilidades de investimentos em renda variável através de ações ou derivativos, por exemplo, também é possível aplicar, inclusive, em ativos de renda fixa que são atrelados a produção do setor rural.

"Através das LCAs e dos CRAs, que são bem mais conservadores, também é possível ganhar dinheiro do setor do agronegócio e aproveitar esse bom momento. Afinal de contas, se está num bom momento, ele [o emissor do papel] vai ter dinheiro para pagar os juros. E se o setor vai muito bem, provavelmente, não vai quebrar. No caso das LCAs, inclusive, contam com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito)", afirma Milane.

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Podcast +Q1Minuto

Entenda melhor como lucrar com o crescimento do setor do agronegócio brasileiro. Desde a liberação do crédito ao produtor rural até a possibilidade de rentabilizar a sua carteira com a aplicação em ativos como CRAs, LCAs e Derivativos.

Ouça o episódio do +Q1Minuto sobre como investir no Agronegócio e amplie o seu conhecimento sobre as oportunidades no setor através dos investimentos nas commodities agrícolas.

Relacionados:

► CNA: PIB do agronegócio tem crescimento recorde de 24,31% em 2020► Apesar de safra e crescimento recordes, emprego no agronegócio recuou 5,2% em 2020

Leia mais: