clique para ir para a página principal

Exportação de ovos cresce 150% no primeiro bimestre de 2021

Atualizado em -

Exportação de ovos cresce 150% no primeiro bimestre de 2021 Pexels
► Importação de soja do Brasil pela China caiu 80% nos dois primeiros meses do ano► Setores da economia dizem que Lei do Gás reduz custos e preço final

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) anunciou que a exportação de ovos no Brasil cresceu 150,6% em volume no primeiro bimestre de 2021, comparando com igual período no ano anterior. No total, mais de 3 mil toneladas foram enviadas ao exterior, arrecadando US$ 4,128 milhões.

Somente em fevereiro, o volume foi 247,9% maior na comparação anual, com 1,552 mil toneladas embarcadas. A receita foi de US$ 2,099 milhões, 172,8% maior do que o período comparativo.

Os principais destinos de exportações de ovos do Brasil foram os Emirados Árabes Unidos, Serra Leoa e Japão.

“A forte elevação das exportações em 2021 retoma os patamares de embarques praticados antes da pandemia. O saldo das vendas incrementa as divisas geradas pelo setor produtivo em um momento especialmente importante para o setor de ovos, com os fortes custos produtivos”, avalia Ricardo Santin, presidente da ABPA.

Podcast +Q1Minuto

Entenda melhor como lucrar com o crescimento do setor do agronegócio brasileiro. Desde a liberação do crédito ao produtor rural até a possibilidade de rentabilizar a sua carteira com a aplicação em ativos como CRAs, LCAs e Derivativos.

Ouça o episódio do +Q1Minuto sobre como investir no Agronegócio e amplie o seu conhecimento sobre as oportunidades no setor através dos investimentos nas commodities agrícolas.

Relacionados:

► Importação de soja do Brasil pela China caiu 80% nos dois primeiros meses do ano► Setores da economia dizem que Lei do Gás reduz custos e preço final

Leia mais: