clique para ir para a página principal

B3 libera 12 novos BDRs de ETFs para qualquer investidor

Atualizado em -

B3 libera 12 novos BDRs de ETFs para qualquer investidor Envato
► ETFs: Cesta de ativos pode ser porta de entrada para a Bolsa► XINA11: entenda como funciona o ETF de ações das principais empresas listadas na bolsa chinesa

[APRENDA MAIS NA AULA DO MERCADO1M SOBRE COMO COMEÇAR A INVESTIR EM ETFS NA PRÁTICA]

A partir desta segunda-feira (29), os investidores pessoas físicas poderão acessar mais 12 BDRs (recibos atrelados a ativos do exterior) de ETFs na B3. Esses ativos espelham fundos que acompanham índices de bolsas internacionais. Os produtos são atrelados a ETFs iShares geridos pela BlackRock, gestora global de ativos financeiros. Com os lançamentos de hoje, a bolsa de valores brasileira chega ao total de 23 ETFs disponíveis para o investidor individual.

Anteriormente, esses ativos estavam restritos a investidores qualificados (com mais de R$ 1 milhão aplicados no mercado financeiro). Entretanto, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) mudou a regra desde o ano passado e ampliou a possibilidade de negociação dos BDRs para qualquer tipo de investidor.

De acordo com comunicado da B3, através destes novos ETFs os investidores brasileiros terão acesso a setores no exterior como tecnologia, saúde e biotecnologia, além de ações de empresas europeias, ações de outros mercados emergentes e uma estratégia ESG (com companhias preocupadas com a temática ambiental, social e de gestão).

"Desde setembro de 2020 lançamos na B3 39 BDRs de ETFs e 23 deles já estão disponíveis para a pessoa física. Isso comprova o alto poder de adaptação que o mercado de capitais brasileiro tem e o interesse da pessoa física pelo acesso a ativos no exterior. Os BDRs de ETFs complementam as carteiras dos investidores, dando, além de exposição a diferentes setores, diversificação geográfica e de moedas, o que torna a carteira do investidor de varejo mais robusta", afirma Felipe Paiva, diretor de Relacionamento com Clientes e Pessoa Física da B3.

Veja a lista dos novos 12 BDRs de ETFs disponíveis na B3 para o investidor pessoa física:

12 novos ETFs

ETFs no Mundo

Em todo o mundo, existem aproximadamente 7.602 ETFs e esse montante segue crescendo ano após ano. O valor total de mercado dessa classe de ativo já atingiu 7,737 trilhões de dólares. De 2015 a 2020 o mercado de ETFs teve um crescimento de 169,6% em valor de mercado e 69,5% de crescimento em relação a quantidade de ETFs neste período.

Aumento de BDRs

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) alterou, no ano passado, as regras para negociações dos BDRs, dando acesso a qualquer investidor brasileiro a recibos que replicam ações, fundos de índice (ETFs) e títulos de dívida no exterior, por exemplo.

O Sócio e Economista da VLG Investimentos, Leonardo Milane, aponta como algumas das vantagens a possibilidade de diversificação do portfólio com ativos atrelados ao dólar e a facilidade de investir sem ter que enviar dinheiro para o exterior.

"Brasileiros que fazem aplicações em BDRs têm os mesmos direitos de recebimentos que os acionistas nos EUA: dividendos e bonificações de ações. Esses dois proventos são exatamente iguais ao que teriam se tivessem comprado diretamente ações lá fora. A pessoa tem os mesmos direitos se abrir uma conta numa corretora americana e comprar ações da Apple, por exemplo, ou decidir comprar BDRs da Apple por aqui no Brasil", explica Milane.

A ampliação do acesso aos BDRs na bolsa brasileira e as negociações recordes foram o tema central de dois episódios do podcast +Q1Minuto e podem ser ouvidos diretamente nos links abaixo:

+Q1Minuto #2: BDRs batem recordes de negociação na B3. Entenda também como são negociados os ETFs.

+Q1Minuto #3: B3 amplia número de BDRs disponíveis através de novos ETFs

Relacionados:

► ETFs: Cesta de ativos pode ser porta de entrada para a Bolsa► XINA11: entenda como funciona o ETF de ações das principais empresas listadas na bolsa chinesa

Leia mais: