clique para ir para a página principal

Governo regulamenta nova rodada de auxílio emergencial, que começa a ser paga na próxima terça (06)

Atualizado em -

Governo regulamenta nova rodada de auxílio emergencial, que começa a ser paga na próxima terça (06) Agência Brasil
► Ministro da Cidadania diz que governo estuda mudanças no Bolsa Família► Governadores cobram da Câmara e Senado auxílio emergencial de R$ 600

O governo federal anunciou há pouco que a nova rodada do auxílio emergencial começará a ser paga na próxima terça-feira, 6. São quatro parcelas e os valores variam de R$ 150 a R$ 375. Devem ser beneficiadas cerca de 45,6 milhões – 22,6 milhões a menos que na primeira rodada de pagamentos do benefício.

Ao detalhar o decreto que regulamenta o programa, em coletiva nesta manhã, Jair Bolsonaro disse que esse “é mais um endividamento da União” e que é um “dinheiro que não estava no cofre”. Bolsonaro também voltou a criticar o isolamento social, medida adotada por prefeitos e governadores para tentar conter o avanço da pandemia.

”Tínhamos e temos dois inimigos, o vírus e o desemprego. É uma realidade. Não é ficando em casa que vamos solucionar este problema. Se a pobreza continuar avançando, não sei onde vamos parar”, disse Bolsonaro.

Para os novos pagamentos, foi estabelecido um limite de gastos de R$ 44 bilhões, que não entraram no limite do teto de gastos. Desse total, R$ 23,4 bilhões serão destinados a 28,6 milhões de informais já inscritos nas plataformas da Caixa, R$ 12,7 bilhões serão destinados aos 10,7 milhões de beneficiários do Bolsa Família, e R$ 6,5 bilhões serão pagos a 6,3 milhões de pessoas que estão no cadastro único de programas sociais do governo.

Relacionados:

► Ministro da Cidadania diz que governo estuda mudanças no Bolsa Família► Governadores cobram da Câmara e Senado auxílio emergencial de R$ 600

Leia mais: