clique para ir para a página principal

Omega Geração conclui acordo para adquirir complexo eólico na Bahia

Atualizado em -

Omega Geração conclui acordo para adquirir complexo eólico na Bahia Divulgação / Omega Geração
► Investimentos de grandes empresas impulsionam crescimento de carros elétricos no Brasil► Sul-africana Oro Agri amplia investimentos em sua planta brasileira

Ontem (6), a companhia de energia renovável Omega Geração (OMGE3) divulgou que seu conselho administrativo aprovou o contrato preliminar para que a empresa exerça a compra do complexo de energia eólica Assuruá 4 (Bahia).

Segundo o comunicado enviado pela empresa, o parque tem capacidade instalada de cerca de 215 megawatts. A projeção da Omega é que as operações comerciais no local tenham início a partir de 2023.

Ainda de acordo com a companhia, um dos fatores que despertou o interesse no local foi a proximidade dele em relação aos complexos Assuruá 1, 2 e 3, que já são operados pela Omega.

O acordo estima que a conclusão do negócio está sujeita a condições precedentes, entre elas, a entrada em operação comercial do complexo, a obtenção de financiamento de longo prazo para o empreendimento e a efetiva celebração de contratos para a venda da produção no mercado livre de eletricidade em condições previamente estabelecidas.

A empresa ainda explicou que tem um comitê voltado para tratar da transferência de ativos e que o trabalho realizado por ele garantiu a aprovação dos conselheiros.

"O Comitê de Operações com Ativos tem conduzido há meses tratativas com as gestoras em relação às condições para transferência dos ativos, o que culminou na recomendação pelo comitê para que o Conselho de Administração aprove a celebração do documento que consubstancia as referidas opções”, relata o documento.

Relacionados:

► Investimentos de grandes empresas impulsionam crescimento de carros elétricos no Brasil► Sul-africana Oro Agri amplia investimentos em sua planta brasileira

Leia mais: