clique para ir para a página principal

Ibovespa encerrou em -0,54% com bolsas americanas renovando suas máximas históricas

Atualizado em -

Ibovespa encerrou em -0,54% com bolsas americanas renovando suas máximas históricas Pixabay
► IPCA: Inflação brasileira fica em 0,93% em março, maior resultado do mês desde 2015 ► Magazine Luiza abrirá segundo centro de distribuição no Rio Grande do Sul

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

O índice brasileiro encerrou o dia em queda de -0,54% cotado aos 117.669 pontos com as bolsas americanas renovando suas máximas históricas, ao repercutir os dados de preços ao produtor de março no país, que subiram 1%, contra expectativa de alta de 0,5%.

Já por aqui, além da questão do Orçamento, a bolsa também refletiu a notícia da CPI da Covid a ser instalada pelo Senado por determinação do STF.

Sobre a questão do Orçamento, Bolsonaro disse ontem que Poder Executivo e Congresso estão mais próximos de um acordo. Autoridades do Ministério da Economia insistem na necessidade de veto do presidente, uma vez que o Orçamento é jurídica e economicamente inexequível da forma como foi aprovado no Congresso

Enquanto isso, o dólar comercial registra alta de +1,81% a R$ 5,674 na compra e a R$ 5,675 na venda.

Maiores altas

  • CSN (CSNA3) +5,23% R$43,25
  • Usiminas (USIM5) +3,66% R$19,25
  • MRV (MRVE3) +2,93% R$18,61

Maiores baixas

  • Via Varejo (VVAR3) -3,48% R$12,47
  • Pão de Açúcar (PCAR3) -2,81% R$33,85
  • Renner (LREN3) -2,26% R$41,47

Relacionados:

► IPCA: Inflação brasileira fica em 0,93% em março, maior resultado do mês desde 2015 ► Magazine Luiza abrirá segundo centro de distribuição no Rio Grande do Sul

Leia mais: