clique para ir para a página principal

1,5 milhão de pessoas deixaram de tomar a 2ª dose de vacina contra Covid

Atualizado em -

1,5 milhão de pessoas deixaram de tomar a 2ª dose de vacina contra Covid Pexels
► Covid-19: vacinados devem observar intervalo entre imunizantes► Butantan entrega 1,5 mi de vacinas; Estudo aponta maior eficácia da CoronaVac com doses mais espaçadas

O Ministério da Saúde informou, nesta terça-feira (13), que 1,5 milhão de pessoas deixaram de tomar a segunda dose de vacina contra a Covid-19 dentro do prazo previsto, colocando em risco a eficácia completa de imunização.

"Destaco aqui que, mesmo que vença o prazo, a recomendação do Programa Nacional de Imunizações (PNI) é que elas completem o esquema. Então, quem atrasou e não conseguiu ir com 28 dias de intervalo da CoronaVac, ou aquelas que não conseguiram ir com 84 dias da vacina AstraZeneca, devem comparecer para completar o esquema", disse a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Francieli Fantinato, em conversa com jornalistas.

De acordo com o ministério, um levantamento está sendo feito com os Estados para que as secretarias estaduais possam agir para encontrar essas pessoas que ainda não se vacinaram pela segunda vez. A orientação do ministério é que, mesmo que a data prevista tenha passado, as pessoas procurem os postos para tomar a segunda dose, que garante a imunização completa.

Os dados do ministério apontam que 21,2 milhões de pessoas tomaram a primeira dose da vacina, o equivalente a 10% da população, mas apenas 6,4 milhões receberam a segunda dose, o que representa 3% da população.

Na distribuição de vacinas, 83,2% foram CoronaVac, que requere que uma segunda dose seja administrada entre 21 e 28 dias depois da primeira.

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a capacidade de vacinação nacional é de 2,4 milhões de doses diárias em todo o país, sem a adoção de estratégias adicionais, como aumento no horário de vacinação. No entanto, faltam vacinas. Juntos, o Instituto Butantan e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) conseguem produzir 2 milhões de unidades por dia se houver Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) suficiente.

Relacionados:

► Covid-19: vacinados devem observar intervalo entre imunizantes► Butantan entrega 1,5 mi de vacinas; Estudo aponta maior eficácia da CoronaVac com doses mais espaçadas

Leia mais: