clique para ir para a página principal

Aneel sugere reajuste médio de 9,90% em tarifa da Energisa Sul-Sudeste

Atualizado em -

Aneel sugere reajuste médio de 9,90% em tarifa da Energisa Sul-Sudeste Divulgação | Energisa
► Light emitirá R$ 850 milhões em debêntures; Companhia salda dívida de R$ 1,3 bi e posterga concessões► Governo brasileiro autoriza medidas para crescimento da oferta de energia de termelétricas

A Energisa (ENGI11) divulgou em comunicado nesta terça-feira (13) que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu abrir consulta pública para a revisão tarifária periódica da distribuidora no Sul-Sudeste a vigorar a partir de 12 de julho deste ano.

A consulta pública ocorrerá entre 14 de abril e 29 de maio. De acordo com a proposta da área técnica da Aneel, a revisão provocará um efeito de reajuste médio de 9,90%, sendo 4,03% em média para consumidores conectados na alta tensão, e 12,13% para baixa tensão.

Na proposta de apresentada para reajuste, os encargos setoriais terão impacto de 3,01%, composto em sua maioria por 2,11% do pagamento dos empréstimos da Conta Covid - criada para reduzir o impacto da pandemia no setor elétrico.

Energisa

O Grupo Energisa registrou lucro líquido de R$ 1,607 bilhão em 2020, uma alta de 204,9% comparada aos R$ 527,2 milhões do ano de 2019.

Já o Ebitda ajustado subiu para R$ 4,31 bilhões (alta de 12,3%). A receita líquida da empresa saltou 6,2% na mesma comparação, chegando a R$ 17,97 bilhões.

A companhia deve divulgar os resultados do 1T21 no próximo dia 13 de maio.

Relacionados:

► Light emitirá R$ 850 milhões em debêntures; Companhia salda dívida de R$ 1,3 bi e posterga concessões► Governo brasileiro autoriza medidas para crescimento da oferta de energia de termelétricas

Leia mais: