clique para ir para a página principal

Balança comercial registra superávit de US$ 3 bilhões na terceira semana de abril

Atualizado em -

Balança comercial registra superávit de US$ 3 bilhões na terceira semana de abril Pixabay
► Importação de milho sobe 90% no Brasil no primeiro bimestre de 2021► CNC: Turismo brasileiro registra perdas de R$ 312,6 bilhões desde o começo da pandemia

O Ministério da Economia informou nesta segunda-feira (19), que a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 3 bilhões na terceira semana de abril. No mês, o saldo é positivo em US$ 6,3 bilhões.

Na terceira semana, as exportações registraram US$ 6,84 bilhões, enquanto as importações registraram US$ 3,84 bilhões. No acumulado do mês, as exportações foram de US$ 15,38 bilhões e as importações de US$ 9,07 bilhões.

A média diária de exportações no mês até a terceira semana subiu 59%, para US$ 1,39 bilhão, quando comparada com abril de 2020. Houve avanço nas vendas da Indústria Extrativista (78,7%), da Agropecuária (56,8%) e dos produtos da Indústria de Transformação (50,9%). Os embarques foram puxados por minério de ferro e concentrados (116,1%); soja (56,5%); algodão em bruto (128,1%) e celulose (70,1%).

A média diária de importações até a terceira semana de abril subiu 44,3% para US$ 824,63 milhões, na comparação com igual mês de 2020. Nesse comparativo, aumentaram os gastos, principalmente, com compras de produtos da Indústria de Transformação (45,8%), com a Indústria Extrativista (29,1%) e com a Agropecuária (3,7%).

No início deste mês, o Ministério da Economia revisou a metodologia adotada na compilação das estatísticas da balança comercial e recalculou, com os novos parâmetros, os números de sua série histórica.

Em 2020, o saldo acumulado sofre uma redução de 16,5%. Já em 2021, o acumulado até março passou de US$ 1,648 bilhão para US$ 7,9 bilhões. Com os dados de abril, esse valor vai para US$ 14,22 bilhões.

Relacionados:

► Importação de milho sobe 90% no Brasil no primeiro bimestre de 2021► CNC: Turismo brasileiro registra perdas de R$ 312,6 bilhões desde o começo da pandemia

Leia mais: