clique para ir para a página principal

GOL amplia divulgação de informações ESG da companhia aérea

Atualizado em -

GOL amplia divulgação de informações ESG da companhia aérea Divulgação | Gol Linhas Aéreas
► Europa busca aliança com os EUA para combater emissões da aviação► Quanto é necessário para começar a investir?

A GOL Linhas Aéreas (GOLL4) anunciou nesta segunda-feira (19) o lançamento de uma nova seção ESG (Environmental, Social and Governance) em seu site de relações com investidores (www.voegol.com.br/ri). A nova área inclui dados detalhados de métricas SASB e TCFD e, pela primeira vez, uma subseção específica para projeções.

"A GOL implementou melhorias significativas em termos de divulgação das ações de sustentabilidade da Companhia, fornecendo mais informações ESG para investidores. A GOL espera incentivar a indústria de transporte aéreo como um todo a enfrentar questões ambientais, sociais e de governança, para torná-la mais sustentável e transparente", afirma em comunicado aos investidores.

A companhia divulga que, dentre as iniciativas de sustentabilidade da aérea, estão sua adesão voluntária (desde 2016) à coalizão de liderança em precificação de carbono, uma iniciativa global para precificar as emissões de carbono, entre outras campanhas e associações dedicadas a promover melhores práticas de ESG.

Desde 2010, a empresa desenvolve relatórios anuais de sustentabilidade com base nas diretrizes da Global Reporting Initiative - um padrão internacional para reportar o desempenho ambiental, social e econômico.

"A GOL espera incentivar a indústria de transporte aéreo como um todo a enfrentar questões ambientais, sociais e de governança, para torná-la mais sustentável e transparente", destaca a companhia aérea brasileira.

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Mudança do fluxo de capitais

De acordo com levantamento da Morningstar (empresa de dados e análise de investimentos), o volume de capital nas aplicações em ativos sustentáveis têm aumentado consideravelmente em todos os países. No quarto trimestre de 2020, investidores direcionaram US$ 152 bilhões papéis marcados como o selo ESG - uma alta de 88% ante o trimestre anterior.

Para o Sócio e Economista da VLG Investimentos, Leonardo Milane, a mudança real no foco dos investimentos é um movimento atual em todos os países e tende a seguir esse caminho com uma fatia cada vez maior voltada para a temática sustentável.

"Quando a gente olhar em termos globais, as maiores gestoras de investimentos do mundo, já têm fundos dedicados a este tema. Atualmente, já vemos algumas gestoras - que têm décadas de existência - mudando a mentalidade e entendendo que o fluxo de capitais vai migrar para as empresas que respeitam essa temática. Então, já vemos alguns bilhões de dólares - em termos globais - sendo migrados de empresas que não têm o selo para companhias que tenham o selo ESG", reforça Milane.

A mudança de mentalidade na tomada de decisão sobre em quais empresas ou projetos investir também tem alterado a dinâmica das aplicações feitas pelos brasileiros. Uma pesquisa da área de tendências do Google mostrou que o interesse pelo conceito ESG atingiu no Brasil o seu ponto mais alto dos últimos cinco anos.

"As novas gerações, principalmente, vêm com um proposta de decisão diferente das gerações anteriores. Isso incluiu decisões sobre onde trabalhar, onde investir o dinheiro, quais empresas prestadoras de serviços escolher contratar, tudo isso ligado a algum propósito. Para gerações mais novas as relações têm de ter algum propósito e não apenas dar lucro por dar lucro", aponta o Sócio e Economista da VLG Investimentos.

Podcast +Q1Minuto

Aprenda mais a respeito de como as temáticas ambientais, sociais ou de governança têm feito cada vez mais parte do universo das empresas e de seus investidores.

Escute o episódio do +Q1Minuto com o debate sobre como a temática ESG pode gerar oportunidades para os seus investimentos.

Relacionados:

► Europa busca aliança com os EUA para combater emissões da aviação► Quanto é necessário para começar a investir?

Leia mais: