clique para ir para a página principal

Ciclo de alta das commodities impulsiona Ibovespa

Atualizado em -

Ciclo de alta das commodities impulsiona Ibovespa Twenty20photos
► Conab: Produção de grãos brasileiros deve atingir marca recorde de 273 milhões toneladas ► Usiminas estima vender até 1,3 milhão de toneladas de aço no 2T21 e divulga resultados do 1T21

Dados divulgados pela B3 apontam que empresas ligadas a commodities e exportadoras dominam a lista de maiores altas no primeiro trimestre deste ano. O movimento ocorre a reboque do dólar mais valorizado, a ampliação da vacinação contra a Covid em diversos países e o consequente início da retomada do comércio global.

Analistas avaliam que o principal destaque deste início da temporada de divulgação de balanços do 1T21 deve mesmo ficar com o setor das empresas que atuam com negociação de commodities, que tem grande peso no Ibovespa.

A alta das cotações no mercado internacional (com máximas históricas do minério de ferro, celulose, cobre e aço) e a desvalorização do real (em média, 23% menor que no mesmo período de 2020) podem resultar num crescimento médio de 115% da receita e 247% do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), segundo o Bank of America (BofA).

Algumas empresas brasileiras que podem ser citadas como beneficiárias da alta atual do ciclo das commodities são: a petroquímica Braskem (BRKM5), a petrolífera Petrorio (PRIO3), a fabricante de aviões Embraer (EMBR3), as empresas de proteína animal Marfrig (MRFG3) e JBS (JBSS3), a sucroalcooleira Cosan (CSAN3), e as companhias de metais CSN (CSNA3) e Gerdau Metalúrgica (GGBR4), além da Vale (VALE3) - com alta na demanda pelo minério de ferro.

O aumento da demanda vindo dos EUA e da China - as duas principais economias do planeta e que devem liderar a recuperação global pós-crise do coronavírus - ajudam a puxar o aumento pela procura por matérias-primas em larga escala.

"A correlação entre preço de commodities e o PIB global sempre foi muito grande e continua sendo. Estamos vivendo mais um momento que corrobora com essa correspondência alta. Já vemos a China se recuperar mais rápido do que os principais economistas esperavam, os EUA se recuperarem também mais acelerado do que o esperado, além da Zona do Euro e Japão (numa escala não tão acentuada) também mostrando alguma recuperação", afirma o Sócio e Economista da VLG Investimentos, Leonardo Milane.

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Expectativa de manutenção de alta

Após dois meses, o Ibovespa voltou a atingir a marca dos 120 mil pontos, na semana passada, mantendo um viés de alta atrelado ao aumento dos preços das commodities. O preço do minério refinado com teor de 62% Fe, por exemplo, aumentou cerca de 90% desde março do ano passado, início da pandemia.

"Commodities passam por um momento totalmente distinto de quando a gente compara com outros setores mais voltados para a econômia doméstica - principalmente os mais afetados pela pandemia: serviço e consumo. As commodities estão aproveitando uma recuperação muito rápida da economia global", destaca Leonardo Milane.

Comparada a outros pares internacionais, a bolsa de valores brasileira ainda apresenta espaço para um crescimento maior. Até a primeira quinzena de abril, o índice americano S&P 500, por exemplo, subiu 9,81% em 2021, enquanto o Ibovespa teve alta de 1,42% no ano.

Relacionados:

► Conab: Produção de grãos brasileiros deve atingir marca recorde de 273 milhões toneladas ► Usiminas estima vender até 1,3 milhão de toneladas de aço no 2T21 e divulga resultados do 1T21

Leia mais: