clique para ir para a página principal

Comissões debatem propostas que tratam da privatização dos Correios

Atualizado em -

Comissões debatem propostas que tratam da privatização dos Correios Danilo Verpa | Folhapress
► Privatização dos Correios gera interesse de gigantes varejistas e incertezas para pequenos empresários► Bolsonaro inclui Correios no Programa Nacional de Desestatização

(Agência Câmara de Notícias) - Em audiência conjunta, as comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público; e de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços realizam reunião nesta quarta-feira (28) para debater os projetos de lei 7488/17, que trata da extinção do monopólio de serviços postais, e o 591/21, que abre caminho para a privatização dos Correios.

A audiência será realizada no plenário 5, às 16 horas. Os interessados poderão participar do debate ao vivo pelo portal e-Democracia.

Foram convidados para o debate:

  • o secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Vitor Menezes;
  • o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord de Faria;
  • a secretária especial do Programa de Parcerias de Investimentos do Ministério da Economia, Marta Seillier;
  • o presidente dos Correios, Floriano Peixoto;
  • o diretor de Privatizações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Leonardo Cabral;
  • o chefe de gabinete da presidência da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Guilherme Theo Sampaio;
  • o secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), José Rivaldo da Silva;
  • o presidente da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect), José Aparecido Gimenes Gandara;
  • o vice-presidente da Associação dos Profissionais dos Correios, Marcos César Alves Silva; e
  • o ex-presidente do Conselho de Administração dos Correios Adroaldo Portal.

Relacionados:

► Privatização dos Correios gera interesse de gigantes varejistas e incertezas para pequenos empresários► Bolsonaro inclui Correios no Programa Nacional de Desestatização

Leia mais: