clique para ir para a página principal

Infracommerce volta atrás e decide dar prosseguimento ao IPO; Oferta movimenta R$ 870 milhões

Atualizado em -

Infracommerce volta atrás e decide dar prosseguimento ao IPO; Oferta movimenta R$ 870 milhões Divulgação | Infracommerce
► Via Varejo anuncia mudança de nome para Via e compra fintech Celer► Infracommerce suspende IPO na B3

A Infracommerce (IFCM3) decidiu voltar atrás e precificou seu papel em R$ 16, movimentando R$ 870 milhões em sua Oferta Inicial de Ações (IPO), com esforços restritos.

O IPO teve emissão primária de 54.375.000 ações ordinárias, com a possibilidade de ser acrescido um lote suplementar de 8.156.250 papéis em até 30 dias. Agora, o capital social da Infracommerce passa a ser de R$ 942.129.936. As ações da empresa começam a ser negociadas na B3 nesta terça (4).

Focada em soluções digitais para e-commerce, a empresa registrou prejuízo de R$ 2,312 milhões em 2020. No entanto, melhorou o resultado em relação às perdas de R$ 7,888 milhões apontadas em 2019. O Ebitda da companhia somou R$ 20,793 milhões, quase 2,4 vezes maior que em 2019. Já a receita líquida cresceu mais de 70%, chegando a R$ 235,933 milhões.

Relacionados:

► Via Varejo anuncia mudança de nome para Via e compra fintech Celer► Infracommerce suspende IPO na B3

Leia mais: