clique para ir para a página principal

1T21: Ambev mais do que dobra o lucro e atinge R$ 2,7 bilhões

Atualizado em -

1T21: Ambev mais do que dobra o lucro e atinge R$ 2,7 bilhões Arquivo | Portal DCmais
► Indústria de alimentos e bebidas tem previsão de crescimento de 3% em vendas em 2021 ► Coca-Cola fecha primeiro trimestre de 2021 com lucro líquido de US$ 2,25 bilhões

A Ambev (ABEV3) divulgou nesta quinta-feira (06) que o seu lucro líquido foi de R$ 2,733 bilhões no 1T21, uma alta de 125,7% em relação aos três primeiros meses de 2020 (R$ 1,211 bilhões).

A receita líquida da maior fabricante de cerveja e refrigerantes da América Latina cresceu 27,8%, alcançando R$ 16,6 bilhões, uma soma do crescimento do volume em 11,6% e da receita líquida por hectolitro (ROL/hl) em 14,5%.

O volume vendido pela Ambev no período totalizou R$ 43,530 bilhões, alta de 11,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

"A maioria dos países apresentou crescimento de volume sustentado, com oito dos dez principais mercados entregando crescimento de volume em relação ao ano anterior e sete já atingindo níveis de volume superiores a 2019", informou a companhia.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 5,327 bilhões no trimestre inicial de 2021, correspondendo a uma alta de 23,8% (com margem bruta de 52,3%).

Crescimento de vendas de cerveja

Os dados mostram que a receita líquida cresceu 26,1% e o volume total avançou 12,1% no Brasil. O destaque fica por conta do volume de vendas de cerveja com uma alta de 16% na comparação anual.

A Ambev ressaltou que, no nosso país, as marcas globais registraram um crescimento de volume de aproximadamente 20% - com a Becks crescendo três dígitos e a Corona com quase 50% de crescimento.

De acordo com a companhia, "enquanto o volume de cervejas no Brasil mostrou-se resiliente mesmo sem Carnaval, a Ambev encontrou mais dificuldades com as bebidas sem álcool". O portfólio NAB, como é chamado o grupo de refrigerantes, energéticos e sucos, cresceu somente 0,8%.

"A Ambev entregou um desempenho sólido no primeiro trimestre, impulsionado por uma estratégia consistente, na qual inovação, flexibilidade e excelência operacional continuaram sendo pilares fundamentais. Estávamos mais preparados para lidar com alguns desafios persistentes relacionados à Covid-19 do que em março de 2020, e os resultados nos deixam confiantes de que nossa estratégia está funcionando", ressaltou a empresa no informe de resultados.

Relacionados:

► Indústria de alimentos e bebidas tem previsão de crescimento de 3% em vendas em 2021 ► Coca-Cola fecha primeiro trimestre de 2021 com lucro líquido de US$ 2,25 bilhões

Leia mais: