clique para ir para a página principal

Ibovespa encerrou em +0,87% na contramão do dia negativo nas bolsas dos EUA

Atualizado em -

Ibovespa encerrou em +0,87% na contramão do dia negativo nas bolsas dos EUA Pixabay
► Rede D'or tem lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no 1º trimestre► CVC registra prejuízo de R$ 81,4 milhões no 1T21

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

O índice brasileiro encerrou o dia em alta de +0,87% cotado aos 122.937 pontos na contramão do dia negativo nas bolsas dos Estados Unidos, puxado pelas ações da Vale e Petrobras.

Lá fora, as quedas refletiram o aumento nos casos de Covid-19 em alguns países asiáticos, dados fracos da China e as preocupações a respeito do aumento na inflação americana.

Em Cingapura, foram introduzidas restrições à mobilidade depois do país registrar 38 novos casos de Covid-19. Malásia, Tailândia e Japão também enfrentam novas ondas da doença.

As vendas no varejo chinesas saltaram 17,7% em abril, também na comparação anual. Este patamar ficou abaixo da expectativa, de alta de 24,9%. A produção industrial cresceu 9,8% em abril em relação a um ano antes, em linha com a expectativa.

Enquanto isso, o dólar comercial registra queda de -0,09% a R$ 5,266.

Maiores altas

  • JHSF (JHSF3) +4,32% R$ 7,49
  • Gerdau (GGBR4) +3,95% R$ 35,56
  • BTG Pactual (BPAC11) +3,43% R$ 116,15

Maiores baixas

  • Totvs (TOTS3) -2,13% R$ 30,35
  • Magazine Luiza (MGLU3) -1,72% R$ 18,82
  • B2W (BTOW3) -1,55% R$ 58,39

Relacionados:

► Rede D'or tem lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no 1º trimestre► CVC registra prejuízo de R$ 81,4 milhões no 1T21

Leia mais: