clique para ir para a página principal

Mudança em cálculo de score do Serasa valoriza bons hábitos de pagamento

Atualizado em -

Mudança em cálculo de score do Serasa valoriza bons hábitos de pagamento Pexels
► Falta de planejamento com despesas extras de início de ano leva brasileiros à inadimplência► Comissão da Covid-19 discute com secretário de Fazenda impactos fiscais da pandemia

O Serasa Score é a pontuação de crédito do brasileiro, que vai de 0 a 1000, e indica as chances de o consumidor pagar suas contas em dia. Quanto mais alta é a pontuação, maiores são as chances de você conseguir crédito em serviços como empréstimos, financiamentos, compras parceladas, assinaturas de serviços e cartões de crédito.

Segundo o Banco Central, com o Cadastro Positivo, que começou a valer em outubro de 2019, reduziu-se o spread de operações de crédito pessoal em 10,4%. A medida provocou queda de 31 pontos percentuais nos juros da modalidade para novos tomadores.

Com o objetivo de valorizar mais os bons hábitos de pagamento do que o histórico de dívidas de cada CPF, a instituição lançou o Score 2.0. Ou seja, mesmo que você tenha tido um mau momento no passado, os pagamentos que foram feitos em dia ao longo dos anos terão uma importância maior na hora de compor o score. Antes, uma dívida não paga podia prejudicar por diversos anos a avaliação pessoal. A mudança chega no peso de cada componente que é usado para medir o risco.

“O mercado mudou, os hábitos mudaram, mais informações entraram, então criamos um novo modelo”, afirma Lucas Lopes, diretor de produtos do Serasa.

Além disso, pessoas com nota acima de 701 já serão classificadas como “muito bons” pagadores, aumentando as chances na hora de conseguir os serviços citados anteriormente com juros mais atrativos. Antes, a nota de corte para atingir essa categoria era 800.

O que mudou

A mudança no peso dos critérios ficou assim:

crédito serasa

Fonte: Serasa

Já as faixas de avaliação por pontuação ficaram assim:

serasa score

Fonte: Serasa

De acordo com o diretor do Serasa, é esperado que ocorram mudanças na pontuação da nota de crédito das pessoas, mas não se sabe ainda quanto o score será afetado:

“O que a gente consegue ver é que haverá mudanças de score, porque agora temos um modelo mais preciso. Em questão de risco não teve alterações muito significativas, mas há pessoas indo de risco maior para risco menor e outras indo de risco menor para risco maior.”

Para o autônomo Ademilson Oliveira, manter um score positivo no Serasa significa acesso maior à crédito:

“Com o cadastro positivo, consigo acesso à créditos com maior facilidade sem a necessidade de comprovar uma renda formal porque as empresas conseguem ver o meu comportamento como pagador, quitando todas as contas em dia.”

Ademais, o diretor do Serasa Lucas Lopes destacou que esse ano a empresa estima em cerca de quatro a cinco milhões de dívidas que foram renegociadas por clientes, percebendo um movimento maior de busca de renegociação a cada rodada de pagamento do auxílio emergencial.

A consulta do score está disponível através do aplicativo de celular do Serasa e no site. Para aumentar a pontuação do score é importante fazer o pagamento de dívidas e contas em atraso, manter um histórico de quitação de empréstimos e cartão de crédito em dia, não usar crédito especial e manter os dados cadastrais atualizados no Serasa.

Relacionados:

► Falta de planejamento com despesas extras de início de ano leva brasileiros à inadimplência► Comissão da Covid-19 discute com secretário de Fazenda impactos fiscais da pandemia

Leia mais: