clique para ir para a página principal

Gol anuncia compra da MAP Transportes Aéreos por R$ 28 milhões

Atualizado em -

Gol anuncia compra da MAP Transportes Aéreos por R$ 28 milhões Reprodução | GOL
► GOL amplia divulgação de informações ESG da companhia aérea► Proposta de compra da Latam Brasil pela Azul pode sair em 90 dias, afirma banco

A Gol Linhas Aéreas (GOLL4) anunciou na noite desta terça-feira (08) que celebrou acordo para aquisição da MAP Transportes Aéreos, a quinta maior empresa aérea brasileira.

Segundo o comunicado da Gol, a aquisição custou R$ 28 milhões em dinheiro e ações: serão 100.000 ações GOLL4 a R$ 28 por ação e R$ 25 milhões em dinheiro a serem pagos em 24 parcelas mensais.

A operação intensifica os planos de expansão da Gol e fortalece sua presença no mercado de aviação no país. A companhia aponta três benefícios na aquisição: expansão para novas rotas, maior densidade de oferta de assentos a mercados historicamente sub-ofertados e aperfeiçoamento das operações.

A MAP foi fundada em 2011 e conta com uma frota de sete aeronaves ATR com 70 assentos que operam em rotas da região amazônica a partir de Aeroporto de Manaus e nas regiões Sul e Sudeste a partir de Congonhas.

“Acreditamos que a aquisição da MAP seja, nesse momento, a única oportunidade viável de consolidação racional no mercado de aviação brasileiro. Daqui para frente, continuaremos focados na estratégia de crescimento orgânico, estimulando a demanda para expansão de nossa malha”, afirma Paulo Kakinoff, CEO da Gol.

Resultados

No primeiro trimestre deste ano, a GOL teve receita líquida de R$ 1,6 bilhão, uma queda de 50% em relação ao 1T20. No período, a companhia transportou 4,5 milhões de clientes, uma redução de 46% em relação ao mesmo trimestre de 2020. Em relação ao prejuízo líquido do trimestre, a Gol informou o valor de R$ 2,5 bilhões contra R$ 2,2 bilhões registrados no 1T20.

Para conferir os resultados completos, clique aqui.

Relacionados:

► GOL amplia divulgação de informações ESG da companhia aérea► Proposta de compra da Latam Brasil pela Azul pode sair em 90 dias, afirma banco

Leia mais: