clique para ir para a página principal

Inflação acelera para 0,83% em maio e tem maior alta para o mês em 25 anos

Atualizado em -

Inflação acelera para 0,83% em maio e tem maior alta para o mês em 25 anos Freepik
► Vendas no varejo sobem 1,8% e alcançam nível pré-pandemia ► Banco Mundial eleva projeção do PIB brasileiro para 4,5% em 2021

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado o índice de inflação oficial do país, acelerou 0,83% em maio, 0,52 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada em abril, de 0,31%.

Segundo os dados divulgados nesta quarta (09) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), esse foi o maior resultado para um mês de maio desde 1996, quando o índice ficou em 1,22%. No ano, o IPCA acumulado foi de 3,22%. Já nos últimos 12 meses, o índice está em 8,06%, acima dos 6,76% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em maio de 2020, a taxa havia sido -0,38%.

Os nove grupos pesquisados registraram alta no mês de maio, com destaque para os impactos de Habitação, com variação de 1,78%, e Transportes, que registrou alta de 1,15% em maio depois de recuar 0,08% em abril. No grupo de Habitação, a alta aconteceu principalmente por causa do resultado da energia elétrica (5,37%). Em Transportes, a principal alta veio da gasolina (2,87%).

De acordo com o IBGE, todas as áreas pesquisadas apresentaram variação positiva em maio. O maior índice foi o da região metropolitana de Salvador (1,12%), influenciado pelas altas nos preços da gasolina (8,43%) e da energia elétrica (10,54%). O menor resultado ocorreu em Brasília (0,27%), por conta da queda nos preços das passagens aéreas (-37,10%) e das frutas (-10,68%).

[APRENDA A INVESTIR O SEU DINHEIRO ATRAVÉS DO CURSO 'FORMAÇÃO DE INVESTIDORES' EM PARCERIA COM A XP INVESTIMENTOS]

Relacionados:

► Vendas no varejo sobem 1,8% e alcançam nível pré-pandemia ► Banco Mundial eleva projeção do PIB brasileiro para 4,5% em 2021

Leia mais: