clique para ir para a página principal

Confiança do consumidor sobe e chega ao melhor nível dos últimos 8 meses

Atualizado em -

Confiança do consumidor sobe e chega ao melhor nível dos últimos 8 meses Freepik
► Copom aumenta Selic em 0,75 ponto percentual e taxa fica em 4,25% ao ano► Produção industrial sobe e otimismo dos empresários cresce, aponta CNI

A confiança do consumidor está crescendo. Dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira (24) mostram que o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) subiu 4,7 pontos em junho, para 80,9 pontos, maior valor desde novembro de 2020 (81,7 pontos). Esse é o terceiro mês consecutivo de avanço no indicador e mostra a recuperação da confiança mesmo em meio à pandemia do coronavírus.

"Sob a ótica das famílias, a percepção é de melhora da situação atual e também das perspectivas futuras. Pela primeira vez desde julho do ano passado, a intenção de compras de bens duráveis avança de forma mais expressiva, o que parece relacionado a um maior otimismo em relação ao mercado de trabalho nos próximos meses, ainda que existam diferenças entre as faixas de renda”, afirma Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora das Sondagens.

Segundo a FGV, o mês de junho teve melhora tanto da percepção dos consumidores sobre o momento atual quanto das expectativas em relação aos próximos meses. O Índice de Situação Atual (ISA) subiu 2,9 pontos, para 71,6 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) cresceu 5,9 pontos, para 88,3 pontos, ambos atingem o maior patamar desde novembro de 2020.

Na análise por faixas de renda, houve melhora da confiança em todas as faixas, com destaque para os consumidores com maior poder aquisitivo, com renda acima de R$ 9.600,00, cujo índice de confiança aumentou 4,6 pontos, para 89,9 pontos, maior nível desde fevereiro de 2020.

Relacionados:

► Copom aumenta Selic em 0,75 ponto percentual e taxa fica em 4,25% ao ano► Produção industrial sobe e otimismo dos empresários cresce, aponta CNI

Leia mais: