clique para ir para a página principal

Como se tornar um investidor qualificado?

Atualizado em -

Como se tornar um investidor qualificado? Freepik
► Qual o meu perfil de investidor?► Investidor pode ter renda extra com aluguel de ações da sua carteira

A decisão de se tornar um investidor está sendo tomada por milhares de brasileiros todos os dias. Cada vez mais, a educação financeira tem sido prioridade para quem deseja realizar sonhos e garantir que seu dinheiro vai render e ajudar na sua aposentadoria, por exemplo.

Como o Mercado1Minuto já te mostrou aqui, os investidores podem ter três perfis: conservador, moderado e arrojado.

Além dos tipos de perfil, o investidor também pode se enquadrar em outras categorias conforme o valor que tem aplicado ou à sua qualificação técnica no mercado financeiro.

“Esse conceito é utilizado em diversos países como uma forma de regular o mercado e proteger o pequeno investidor. Isso porque pressupõe que o investidor qualificado tenha mais conhecimento e experiência para compreender tanto os riscos dos investimentos quanto o risco que o patrimônio dele está sujeito”, explica Marcelo Carvalho, Head Comercial da VLG Investimentos.

Para se enquadrar nessa categoria, o investidor deve preencher algum desses requisitos:

  • ter mais de R$ 1 milhão em aplicações;
  • ter uma certificação técnica que comprove seu conhecimento sobre investimentos.

No caso do valor aplicado, caso o investidor tenha a quantia necessária, deve pedir à sua corretora ou banco um documento chamado Termo de Investidor Qualificado.

Para ter o título a partir da qualificação técnica, o investidor deve fazer uma prova que lhe dê uma certificação de instituição internacional ou uma prova por meio da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Veja algumas provas que podem ser usadas para enquadrar o investidor na categoria “qualificado”:

  • CEA — Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA;
  • CGA — Certificação de Gestores ANBIMA;
  • CFP — Certified Financial Planner – Planejador Financeiro;
  • CNPI — Analista de Valores Mobiliários.

Os clubes de investimento também podem se enquadrar no perfil de investidor qualificado, desde que sua carteira seja gerida por um ou mais cotistas que sejam investidores qualificados.

E qual é a vantagem de ser um investidor qualificado?

“O investidor qualificado tem acesso a produtos financeiros restritos, exclusivos e também com redução de taxas operacionais. Por esse cliente estar correndo mais risco e por atestar ter um montante maior aplicado, vale a pena para a operação, para a corretora ou banco ter o custo reduzido. Como benefício, há uma rentabilidade maior e esse investidor pode acessar produtos como fundos de investimento no exterior e Certificados de Recebíveis Imobiliários”, afirma Marcelo Carvalho.

Quer saber como você pode investir melhor? Ouça o episódio do +Q1Minuto:

Relacionados:

► Qual o meu perfil de investidor?► Investidor pode ter renda extra com aluguel de ações da sua carteira

Leia mais: