clique para ir para a página principal

O mercado mudou, e você?

Coluna de

Leticia Prata

Atualizado em -

O mercado mudou, e você? Freepik
► Como a organização financeira pode auxiliar no planejamento da sua independência econômica?► A certeza da incerteza

Desde o ano passado, alguns movimentos aconteceram no mercado de seguros. Principalmente no segmento vida, o alto volume de benefícios pagos a clientes, decorrente de mortes e internações causadas pela pandemia, provocou ajustes nas condutas das seguradoras. Tivemos a mudança em algumas regras de aceitação de clientes, tornando o processo de contratação um pouco mais criterioso – reforçando a máxima que sempre utilizo quando converso com meus clientes: seguro não contratamos quando queremos e sim enquanto podemos!

Além disso, a queda da taxa de juros provocou um movimento de redução dos descontos dados pelas seguradoras para aqueles clientes que optam por fazer o pagamento da sua apólice de forma anual. Algumas delas, reduziram o percentual de mais de 7% para menos de 4%. Uma alteração significativa em um curto período de tempo. Algumas notícias que circulam no mercado já sinalizam uma possível reprecificação do produto vida, para suprir os altos custos que as seguradoras tiveram nesse período (estima-se que as seguradoras injetaram mais de 2 bilhões de reais na economia brasileira, garantindo a dignidade financeira de famílias que perderam provedores de renda).

Por outro lado, o mercado segurador foi um dos que mais cresceram nesses dois anos tão difíceis. De forma repentina, milhões de pessoas passaram a acreditar que corriam risco e precisavam se proteger. Fato inédito no Brasil, que é um país que infelizmente ainda deixa muito a desejar no quesito de proteção e planejamento financeiro. Tal procura e crescimento de mercado, rapidamente fizeram com que as seguradoras se tornassem empresas mais tecnológicas e mergulhassem a fundo no mundo digital. Hoje já se fala em contratação de seguros com apenas um clique, com valores acessíveis a todos.

Outro ponto extremamente positivo é o lançamento de novos produtos. Acidentes domiciliares se tornaram mais frequentes com a vinda do home office e de pessoas mais idosas que ficaram reclusas em suas casas. Rapidamente foi lançado um produto para suprir esse tipo de situação que é tão corriqueira e gera uma despesa não só para o segurado, mas também para sua família.

As mudanças que enfrentamos e ainda iremos enfrentar mostram que o mercado segurador é dinâmico. Novas realidades surgem, riscos aumentam, há mudança na rotina das pessoas e mudança no perfil da população. O mercado brasileiro de seguros ainda tem muito a evoluir! Em países desenvolvidos já existem produtos que garantem proteções vitalícias e apólices resgatáveis nas quais o cliente escolhe em que tipo de aplicação deseja investir (esse produto é conhecido como Universal Life).

Após tantas mudanças que vivemos em um curto período de tempo, cabe a nós nos perguntarmos se nosso planejamento financeiro, patrimonial e de gerenciamento de riscos está de acordo com o que precisamos e com o que o mercado pode oferecer. Ao longo dos anos, além das alterações de mercado, com certeza passaremos por mudanças relevantes em relação à nossa renda, nossa estrutura familiar, nossas responsabilidades e aspirações. Devemos entender que um planejamento de seguro deve sempre acompanhar nossos momentos de vida. Um casal sem filhos não pode – e não deve - manter as mesmas proteções quando decide aumentar a família. Um profissional, não importa em qual área atue, deve ajustar seu planejamento de seguro quando passa por um aumento de renda.

Estar atento ao mercado é responsabilidade de cada um, mas ter bons profissionais ao nosso lado nos garante a tranquilidade de estarmos sempre bem informados! Fique atento às mudanças e se permita revisar seus planos com carinho e atenção para entender se eles estão apontando na direção que você deseja chegar! Não há especialista que possa nos ajudar quando negligenciamos o que há de mais importante para nós e nossa família.

É hora de planejar!

  • Leticia Prata é especialista em Gerenciamento de Riscos na VLG Seguros.

Relacionados:

► Como a organização financeira pode auxiliar no planejamento da sua independência econômica?► A certeza da incerteza

Leia mais: