clique para ir para a página principal

Gol aponta crescimento de 278% no número de passageiros em junho de 2021 em relação a junho de 2020

Atualizado em -

Gol aponta crescimento de 278% no número de passageiros em junho de 2021 em relação a junho de 2020 Divulgação | Gol
► Bezos deixa cargo de CEO da Amazon► Grendene negocia com 3G Radar joint venture no exterior

O setor aéreo se recupera gradativamente após os impactos negativos causados pela pandemia do coronavírus. A Gol Linhas Aéreas (GOLL4) informou nesta segunda-feira que teve um aumento de 278% no número de passageiros transportados em junho de 2021 quando comparado com o mês de junho de 2020. Segundo a companhia, foram 1,2 milhão de passageiros em junho deste ano ante 320 mil transportados em junho do ano passado.

Outro aumento expressivo foi na oferta e demanda de voos: segundo a Gol, a demanda (RPK) para os voos aumentou em 282% na comparação entre junho deste ano e o mesmo mês do ano passado e a oferta (ASK) aumentou em 260% na análise dos mesmos meses.

A taxa de ocupação doméstica da GOL foi 83,9%, um aumento de 4,7 p.p em relação a junho de 2020.

A companhia ainda informou que não realizou voos internacionais no mês de junho deste ano.

Impactos

Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as três principais empresas aéreas do setor no país (LATAM, GOL e AZUL) tiveram retração de 47% na oferta de voos no 4º trimestre de 2020. Juntas, as companhias tiveram prejuízo líquido de R$ 678,7 milhões nos últimos quatro meses do ano passado, o que corresponde a uma margem líquida negativa de R$ 12,5%, ante prejuízo líquido de R$ 1 bilhão, registrado no mesmo período em 2019.

Resultados

No primeiro trimestre de 2021, a receita líquida da GOL foi de R$1,6 bilhão, uma queda de 50% em relação ao 1T20. O resultado financeiro líquido foi de R$1.962,3 milhões negativos, um aumento de R$1.281,3 milhões na comparação com o 1T20.

No 1T21, a Companhia apurou prejuízo líquido no período de R$891,9 milhões (excluindo as perdas com variação cambial e monetária de R$1.532,2 milhões, despesas líquidas não recorrentes de R$176,8 milhões, e o ganho de R$72,5 milhões relacionada aos resultados não realizados do Exchangeable Notes e capped calls), comparado ao lucro de R$173,2 milhões (excluindo ganhos não recorrentes de R$87,5 milhões e a variação cambial e monetária negativa de R$2.531,1 milhões e perdas não realizadas do Exchangeable Notes e capped calls de R$17,9 milhões) durante o 1T20, uma queda de R$1,1 bilhão.

Relacionados:

► Bezos deixa cargo de CEO da Amazon► Grendene negocia com 3G Radar joint venture no exterior

Leia mais: