clique para ir para a página principal

Mudanças na reforma tributária continuam no radar dos investidores nesta quarta (14)

Atualizado em -

Mudanças na reforma tributária continuam no radar dos investidores nesta quarta (14) Freepik
► Bancos concedem mais crédito a empreendedores mais velhos, diz estudo► Setor de serviços avança 1,2% em maio com forte impacto dos transportes

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Após a sessão de ontem, em que o Ibovespa se descolou do exterior e fechou em leve alta na véspera com as novidades sobre a reforma tributária em meio ao parecer preliminar do relator na Câmara Celso Sabino (PSDB-PA), hoje as mudanças propostas devem seguir no radar dos mercados.

Analistas alertam para o impacto fiscal, já que o novo texto reduz a carga tributária em R$ 30 bilhões. Por aqui, atenção para a divulgação nesta manhã do IBC-Br de maio, considerado prévia do PIB do Banco Central, com expectativa de alta de cerca de 1% na comparação mensal.

Também durante a manhã, a Secretária de Política Econômica do Ministério da Econômica divulga Boletim Macrofiscal com novas projeções para a atividade. No exterior, após uma terça feira volátil nos EUA, com inflação ao consumidor superando expectativas, a expectativa fica para os dados de preços ao produtor, pela fala do presidente do Federal Reserve Jerome Powell na Câmara dos Representantes dos EUA e pelos resultados do segundo trimestre do Citigroup, BofA e Wells Fargo.

Internacional

Sobre os mercados mundiais, nos EUA o índice futuro Dow Jones indica queda de 0,02%, enquanto os índices futuros S&P 500 e Nasdaq indicam altas de 0,05% e 0,28%, respectivamente. Na terça, as principais bolsas americanas fecharam no vermelho, seguindo as preocupações quanto ao avanço da inflação no país. O S&P e o Nasdaq chegaram a avançar a níveis recordes, antes de fecharem em baixa. O S&P recuou 0,35%; o Nasdaq perdeu 0,38%; e o Dow fechou a sessão com recuo de 0,3%. O recuo veio após o Departamento de Emprego dos Estados Unidos apontar que a inflação ao consumidor avançou em junho em seu ritmo mais acelerado em quase 13 anos.

O índice de preços ao consumidor subiu 5,4% em relação ao patamar de um ano antes, acima da expectativa de alta de 5% de economistas ouvidos pela Dow Jones, a maior alta desde agosto de 2008. Uma parcela importante desta alta se deve ao avanço dos preços de carros usados, o que fez com que alguns analistas afirmassem que a alta é transitória. Enquanto isso, mesmo em meio às quedas, ações do setor de tecnologia que compõem o índice S&P 500 fecharam em níveis recordes. Os outros dez setores que compõem o índice fecharam em queda, com destaque negativo para o setor imobiliário.

Apesar dos temores, os índices americanos continuam em patamares elevados. O banco UBS elevou a sua previsão para o desempenho do S&P em dezembro de 4.400 para 4.500 pontos. Os bancos JPMorgan e Goldman Sachs inauguraram a temporada de divulgação de resultados na terça. O faturamento bruto e o lucro líquido de ambos superaram as estimativas. Bank of America, Citigroup e Wells Fargo reportam seus números nesta quarta antes da abertura do mercado. Nesta data, os investidores também acompanham a divulgação dos dados de índices de preços ao produtor às 9h30 e o discurso de Jerome Powell, chairman do Federal Reserve, na Câmara dos Representantes, além do Livro Bege do Fed às 15h.

As bolsas asiáticas tiveram em sua maioria quedas após a divulgação de dados de inflação acima da expectativa nos Estados Unidos. Na China continental, o Shanghai composto caiu 1,07%; em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 0,69%; em Japão, o Nikkei fechou em queda de 0,38%; na Coreia do Sul, o Kospi caiu 0,2%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, também recua após a divulgação dos dados sobre inflação nos Estados Unidos. O índice perde 0,3%, com destaque negativo para os setores de serviços, viagem e lazer, que recuam 0,9%; e destaque negativo para o setor automotivo, que avança 0,9%. No Reino Unido, a inflação também subiu mais do que o esperado em junho, segundo dados divulgados nesta quarta. O índice de preços ao consumidor avançou 0,5% em junho frente ao mês anterior, acima da expectativa de 0,2% de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters.

Brasil

No Brasil, o último pregão acionário encerrou com alta de 0,45%, a 128.167 pontos na contramão das bolsas americanas, após dados de inflação acima do esperado por lá. Por aqui, a bolsa operou em meio ao alívio com a apresentação do parecer preliminar do deputado Celso Sabino, relator da reforma tributária, trazendo algumas alterações ao projeto que trata de mudanças no Imposto de Renda.

Sabino afirmou que os fundos imobiliários não serão tributados, permanecendo a redução da alíquota de 20% para 15% no ganho de capital. O relator também aprofundou a redução do IRPJ para empresas de todos os regimes tributários.

Na terça, compareceu à CPI da Covid a diretora-executiva da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades. Munida de um habeas corpus parcial concedido pelo STF que permitia que não produzisse provas contra si mesma, ela se manteve calada, e se recusou até mesmo a responder qual relação profissional mantém com a empresa.

A Precisa, representante no Brasil do laboratório indiano Bharat Biotech, que fabrica a vacina contra Covid-19 Covaxin, é peça-chave nas investigações da CPI sobre suspeita de irregularidades nas tratativas para a aquisição do imunizante pelo Ministério da Saúde. Além disso, o parecer da reforma do Imposto de Renda (IR) apresentado na terça-feira pelo relator, deputado Celso Sabino (PSDB-PA), prevê redução na tributação das empresas, mas manteve a alíquota de 20% sobre dividendos como na proposta original do governo.

O substitutivo do relator prevê queda da alíquota do IR sobre empresas (IRPJ) com lucro de até R$ 20 mil, de 15% para 2,5% até 2023. Em 2022, a redução seria de 15% para 5%. Para empresas com lucro acima de 20 mil reais, a queda será de 25% para 12,5%. Sabino manteve a proposta original de tributar em 20% os lucros distribuídos sob a forma de dividendos.

Também na terça, a Câmara aprovou o projeto de lei que limita os vencimentos dos servidores ao teto equivalente ao salário de um ministro do STF, atualmente em R$ 39,2 mil. O texto abrange o funcionalismo dos três poderes e inclui militares. No modelo atual, o teto de vencimentos é frequentemente superado por meio de auxílios a que os servidores têm acesso, que somam mais de 500 em todo o país, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com o relator da proposta, deputado Rubens Bueno (PP-PR), a economia para os cofres públicos poderá ser de R$ 3 bilhões por ano. O texto ainda precisa passar pelo Senado e por sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Ainda, segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o compartilhamento de provas dos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos com as ações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Assim, serão adicionados elementos à investigação sobre a participação do presidente em uma rede de disparo em massa de notícias falsas a seu favor e contra seus adversários na eleição de 2018.

Ainda, nesta quarta, os presidentes do Judiciário, do Executivo e do Legislativo irão se reunir para discutir as relações entre os Poderes, após atritos entre o presidente Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal (STF). O encontro, confirmado pela assessoria do presidente do STF, Luiz Fux, contará com as presenças de Bolsonaro, Fux e dos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Commodities

Sobre as commodities, o petróleo Brent é negociado com queda de 0,25%, a US$76,30 o brasil. Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 0,79%, cotados a 1.219,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 183,55 (nas últimas 24 horas).

Corporativo

No contexto das corporações, a ação da rede de academias Smart Fit, fundada por Edgard Corona, estreia na B3 na sessão desta quarta-feira. A companhia concluiu na segunda-feira sua oferta inicial de ações (IPO, pela sigla em inglês), que movimentou R$ 2,3 bilhões, considerando apenas o lote principal.

A decisão foi a de definir o preço por ação de R$ 23 – o intervalo era de R$ 20 a R$ 25. Além disso, A Raízen, joint venture entre a Royal Dutch Shell e a Cosan (CSAN3) está buscando um valuation de 70 bilhões de reais em sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), afirmaram três fontes com conhecimento do assunto.

A avaliação pode variar de 60 bilhões a 80 bilhões de reais dependendo da demanda, acrescentaram. A empresa, que atua na área de distribuição de combustíveis e produção de açúcar e etanol, decidiu reduzir a oferta para cerca de 5 bilhões de reais, ante cerca de 12 bilhões planejados inicialmente, disseram as fontes na condição de anonimato. A companhia planeja apresentar um novo prospecto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ainda nesta semana.

Relacionados:

► Bancos concedem mais crédito a empreendedores mais velhos, diz estudo► Setor de serviços avança 1,2% em maio com forte impacto dos transportes

Leia mais: