clique para ir para a página principal

Oncoclínicas define faixa indicativa e IPO pode movimentar R$ 3,5 bilhões

Atualizado em -

Oncoclínicas define faixa indicativa e IPO pode movimentar R$ 3,5 bilhões Divulgação | Oncoclínicas
► dr.consulta utiliza tecnologia para superar restrições da Covid-19► Grupo Oncoclínicas pede registro de IPO na B3

A Oncoclínicas definiu como faixa indicativa de sua oferta pública inicial de ações (IPO) entre R$ 22,21 e R$ 30,29. Considerando o ponto médio de preço em R$ 26,25, a operação de entrada na bolsa de valores pode movimentar mais de R$ 3,5 bilhões.

Segundo o cronograma da Oncoclínicas, a precificação deverá ocorrer próximo ao dia 6 de agosto, após o encerramento do procedimento de bookbuilding.

A partir de 10 de agosto, as ações serão negociadas no Novo Mercado da B3 através do ticker ONCO3. A liquidação dos papéis ocorrerá um dia depois.

A rede de clínicas especializadas no tratamento contra o câncer pretende utilizar os recursos da oferta primária para:

  • Expansão inorgânica com aquisições futuras (35%);
  • Expansão inorgânica por meio de aquisições que já estão em andamento (40%);
  • Expansão orgânica por projetos de investimento (15%);
  • Recursos para capital de giro (10%).

Criada em Belo Horizonte (MG) em 2010, a Oncoclínicas se posiciona como um dos maiores grupos de oncologia, radioterapia e hemoterapia da América Latina. Hoje, o grupo possui mais de 70 unidades e atua em 12 estados do Brasil. No total, o grupo conta com mais de 1.500 médicos e 3.600 colaboradores.

Relacionados:

► dr.consulta utiliza tecnologia para superar restrições da Covid-19► Grupo Oncoclínicas pede registro de IPO na B3

Leia mais: