clique para ir para a página principal

Armac encerra amanhã o período de reserva para o seu IPO na B3

Atualizado em -

Armac encerra amanhã o período de reserva para o seu IPO na B3 Divulgação | Armac
► Acesso a linhas de créditos rurais ajuda produtores a investirem em novas safras► Indústrias Romi registra lucro de R$ 42,8 milhões no 2T21, avanço de 277% em relação a 2020

Encerrará, nesta sexta-feira (23), o período de reserva para compra de ações da Armac (ARML3) por pequenos investidores antes da sua estreia na bolsa brasileira, prevista para a próxima quarta-feira (28). A empresa de São Paulo aluga equipamentos pesados como escavadeiras e tratores e afirma ser líder nacional no setor.

Atualmente, a companhia possui uma frota própria de 1,4 mil equipamentos e serve clientes em 17 estados, dos setores agrícola e de mineração, papel e celulose, transportes e infraestrutura. A previsão inicial era que a Armac fizesse o seu IPO em 2024, mas o planejamento de sua oferta pública inicial foi antecipado.

Segundo a empresa, desde 2014 o seu lucro tem quase dobrado na comparação ano a ano. A receita bruta registrada era de R$ 4 milhões em 2014 e fechou 2020 em R$ 123 milhões. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) passou de R$ 2 milhões, em 2014, para R$ 57 milhões em 2020.

O dinheiro arrecadado na oferta primária será usado pela empresa para adquirir novos equipamentos para aluguel. Em uma oferta secundária, o acionista vendedor será o fundo de investimento Speed.

"IPO é um sinal positivo. Um indicativo de que o mercado está com apetite para dar dinheiro para empresas que ainda não têm anos de track record (histórico de desempenho), como no caso de uma empresa de capital aberto. Afinal, a vida da empresa muda muito depois que ela tem a sua abertura de capital. Tem de ficar dando satisfação para todo mundo a cada trimestre sobre os números divulgados", explica o Sócio e Economista da VLG Investimentos, Leonardo Milane.

O valor mínimo para o investidor participar desta oferta é de R$ 3 mil e o máximo de R$ 1 milhão. A Armac definiu o intervalo indicativo de preço por ação entre R$ 13,30 e R$ 16,63.

Na próxima segunda-feira (26) será fixado o preço por cada ação. Levando em consideração a oferta base de 68,5 milhões de ações e o meio da faixa de preço (R$ 14,96), a oferta pode levantar um total de R$ 1 bilhão. Caso tenha demanda, ainda poderão ser comercializados um lote adicional de até 13,4 milhões de papéis e um lote suplementar de até 10,3 milhões de ações.

O IPO é coordenado pelo Santander, Itaú BBA, BTG Pactual e Morgan Stanley.

Relacionados:

► Acesso a linhas de créditos rurais ajuda produtores a investirem em novas safras► Indústrias Romi registra lucro de R$ 42,8 milhões no 2T21, avanço de 277% em relação a 2020

Leia mais: