clique para ir para a página principal

Braskem registra queda nas vendas de resinas e produtos químicos no segundo trimestre

Atualizado em -

Braskem registra queda nas vendas de resinas e produtos químicos no segundo trimestre Divulgação | Internet
► Plataformas do Google movimentaram R$ 67 bilhões no Brasil em 2020► Plataforma do pré-sal atinge pico de produção no primeiro ano de operação

A petroquímica Braskem informou nesta quinta-feira (22) que as vendas de resinas no Brasil tiveram queda de 17% no segundo trimestre de 2021 quando comparado com o primeiro trimestre do ano. As vendas de produtos químicos também tiveram recuo e caíram 10% de abril a junho em relação ao período anterior.

Segundo a companhia, as quedas são explicadas pela normalização da demanda, pela redução de market share, principalmente devido à parada geral de manutenção programada na central petroquímica do ABC (SP) e pelo aumento dos volumes de importação.

“A queda foi em função da menor disponibilidade de resinas para a exportação devido a normalização da demanda no mercado brasileiro, que havia sido impactada no 2º trimestre de 2020 pelo desaquecimento da economia como consequência da Covid-19”, informou a Braskem em comunicado.

A produção de eteno no Brasil caiu 7% na medição entre o primeiro e o segundo trimestre do ano, mas subiu 9% quando comparada com o segundo trimestre de 2020.

No exterior, a companhia afirma que suas vendas nos Estados Unidos e na Europa subiram 10% na passagem do primeiro para o segundo trimestre. Na comparação anual, o avanço foi de 26% nas vendas nos EUA.

Relacionados:

► Plataformas do Google movimentaram R$ 67 bilhões no Brasil em 2020► Plataforma do pré-sal atinge pico de produção no primeiro ano de operação

Leia mais: