clique para ir para a página principal

Mercado tem sessão de baixa e investidores acompanham reunião do FED e resultados trimestrais

Atualizado em -

Mercado tem sessão de baixa e investidores acompanham reunião do FED e resultados trimestrais Freepik
► EDP Brasil: lucro líquido sobe 45,2% no 2º trimestre e soma R$ 344 milhões► Tesla lucra US$ 1,14 bilhão no 2T21; Montadora entregou mais de 200 mil veículos no período

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Nesta terça-feira, a sessão é de baixa para as principais bolsas mundiais, com o destaque negativo voltando a ser para o Hang Seng, de Hong Kong, com queda de mais de 8% em dois pregões em meio a temores regulatórios, enquanto a bolsa de Shangai caiu mais de 2%.

Nos EUA, os investidores acompanham a temporada de resultados com a divulgação de números de gigantes como a Alphabet, dona do Google, Apple e Microsoft após o fechamento do pregão, às vésperas da decisão de política monetária do Federal Reserve.

Na noite da véspera, foram divulgados os resultados da Tesla. No Brasil, o noticiário corporativo também é movimentado com a repercussão dos resultados de TIM e EDP Brasil, enquanto depois do fechamento diversas companhias revelarão seus números do segundo trimestre, com atenção para CSN.

Internacional

Com relação aos mercados mundiais, nos EUA os índices futuros Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq indicam quedas de 0,30%, 0,22% e 0,08%. Na segunda-feira, as principais bolsas dos Estados Unidos fecharam em patamares elevados. O Dow subiu 0,24%, a 82,76 pontos; o S&P ganhou 0,24%, e o Nasdaq composto teve alta de 0,03%.

Nos Estados Unidos, as ações da Tesla subiram 1% no after market, após a divulgação de resultados acima do esperado para o segundo trimestre. A fabricante carros elétricos ultrapassou a marca de US$ 1 bilhão no lucro líquido trimestral pela primeira vez.

Nesta terça, a empresa dona do Google, Alphabet, além de Microsoft e Apple divulgam seus resultados após o fechamento, com perspectiva de resultados fortes. Outras empresas que devem divulgar os resultados nesta terça são JetBlue, UPS, General Electric e Starbucks.

Nesta terça, ainda terá início a reunião de dois dias de discussão de políticas pelo Federal Reserve. Investidores aguardam por informações sobre a política monetária do banco central americano. O Comitê Federal do Mercado Aberto (Fomc na sigla em inglês) e a Junta dos Governadores do Fed devem divulgar uma declaração após o fim da reunião na quarta.

Na Ásia, o índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu mais de 5% na tarde de terça antes de recompor parte dos ganhos, fechando em queda de 4,22%. Nos últimos dois dias, o índice recuou mais de 8% em meio a temores sobre a regulação dos setores de tecnologia e educação privada na China, que prejudicaram o sentimento dos investidores. As ações da gigante de tecnologia Tencent recuaram 8,98%, enquanto que as da Alibaba caíram 6,35%, e as da Meituan, 17,66%.

Na segunda, o índice Hang Seng havia caído mais de 4%, após o regulador antitruste da China anunciar uma série de diretrizes para o setor de plataformas de entrega de comidas, que incluem pagar ao pessoal das entregas pelo menos o salário mínimo local. Esse movimento pode prejudicar os lucros de empresas como Meituan e Ele.me, do Alibaba.

A China também confirmou que tomará medidas drásticas para conter o boom da indústria de tutoria privada pós-escola do país. As restrições, publicadas no fim de semana pela mídia estatal, são o cerco regulatório mais recente a uma parte em rápido crescimento da economia chinesa. No sábado (24), Pequim divulgou regras que forçariam os serviços de tutoria que ensinam disciplinas escolares aos alunos durante os anos obrigatórios a serem administrados como operações sem fins lucrativos. Além disso, as autoridades chinesas baniram esses serviços de levantamento de capital e propriedade estrangeira e proibiram aulas nos finais de semana e feriados públicos ou escolares.

Por outro lado, dados divulgados na terça indicam que os lucros industrias na China subiram em junho 20% na comparação anual, uma desaceleração em relação à alta de 36,4% de maio. Na China continental, o índice Shanghai caiu 2,49%, e o componente Shenzhen caiu 3,672%; no Japão, o Nikkei subiu 0,49%; na Coreia do Sul, o Kospi subiu 0,24%. Na Europa, a maioria das bolsas tem quedas. Investidores continuam a monitorar a divulgação de resultados, além de eventos climáticos e a propagação da Covid no continente.

O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus cai 0,36%, com destaque negativo para o setor automotivo. Todas as principais bolsas e setores operam no negativo. No Reino Unido, Gerhan Vliege, do Banco da Inglaterra, afirmou que o banco central deve evitar reduzir o seu programa de estímulos por ao menos diversos trimestres, mesmo em meio a uma alta da inflação, que a instituição trata como temporária, e a continuidade da ameaça da Covid.

Na terça, a Dassault Systems divulgou suas previsões para 2021 por conta da alta das vendas de software. A empresa de itens de luxo, LVMH divulgou uma forte alta nas vendas no segundo trimestre, após o fechamento do mercado, em meio à redução de restrições contra o coronavírus. As ações sobem 0,9%. Entre as outras empresas que divulgam resultados nesta terça estão Telecom Italia, Campari e FirstGroup.

Brasil

No Brasil, o último pregão de ações encerrou com alta de 0,76%, a 126.003 pontos e volume financeiro negociado de R$22,55 bilhões. Enquanto isso, o dólar comercial caiu 0,7% a R$ 5,174. Na segunda, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, afirmou que o intervalo na aplicação das duas doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 vai diminuir de três meses para 21 dias, conforme previsto na bula do imunizante.

Commodities

Sobre as commodities, o petróleo Brent é negociado com alta de 0,28%, a US$73,91. Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 1,75%, cotados a 1.109,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 170,77 (nas últimas 24 horas).

Corporativo

No contexto corporativo, as ações da Unifique, que oferece serviços de banda larga por meio de fibra óptica, estreiam nesta terça com o ticker FIQE3. A companhia precificou os papéis a R$ 8,60 em oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês). A temporada de resultados continua, com a divulgação dos resultados de TIM e de EDP Brasil.

A TIM registrou lucro líquido de R$ 672 milhões no 2º trimestre deste ano, valor 151,3% superior na base anual. Já a receita líquida subiu 10,5%, para R$ 4,407 bilhões na base anual. Já a EDP Brasil reportou lucro líquido de R$ 344 milhões no segundo trimestre do ano, alta de 45,2% em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado do primeiro semestre, o lucro da empresa cresceu 65,3% em base anual de comparação, para R$ 840 milhões.

Carrefour Brasil, Vamos Locação, CSN, Unidas, CSN Mineração, Assaí e Vivo informam resultados trimestrais nesta terça-feira.

Por fim, o Magazine Luiza anunciou na segunda-feira que concluiu a compra da plataforma de entregas por meio de motocicletas Sode. Criada em 2015, a Sode tem operações em 8 Estados e possui mais de mil entregadores ativos. A plataforma já prestava serviços para o Magazine Luiza, fazendo entregas em até uma hora a partir de lojas da varejista.

Relacionados:

► EDP Brasil: lucro líquido sobe 45,2% no 2º trimestre e soma R$ 344 milhões► Tesla lucra US$ 1,14 bilhão no 2T21; Montadora entregou mais de 200 mil veículos no período

Leia mais: