clique para ir para a página principal

Ibovespa fecha em alta de +0,97%, apesar de ruídos políticos

Atualizado em -

Ibovespa fecha em alta de +0,97%, apesar de ruídos políticos Pexels
► Reserva de emergência: antes de avançar com seus investimentos, construa sua segurança financeira► Custo da cesta básica sobe em 15 capitais do país

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

O índice brasileiro encerrou o dia em alta de +0,97% cotado aos 122.810 pontos acompanhando o dia positivo das bolsas internacionais, resultados corporativos e a possibilidade de veto a pontos polêmicos do novo Refis (Programa Especial de Regularização Tributária).

Lá fora, as bolsas subiram nesta sexta-feira (06) com a divulgação do Relatório de Emprego dos Estados Unidos. O país criou 943 mil empregos em julho. Os números de junho foram revisados para cima, de 850 mil para 938 mil vagas. As projeções variavam de criação de 350 mil a 1,6 milhão de vagas.

Aqui no Brasil, a proposta de refinanciamento de dívidas com o fisco, que ontem gerou ruídos ao permitir o perdão de até 90% em multas e juros e 12 anos para pagar, pode ter algumas partes de seu texto vetadas, de acordo com informações da agência de notícias Reuters.

O Ibovespa encerrou o dia puxado pelos avanços dos papéis de bancos e da Vale (VALE3), que possuem grande peso na formação da carteira teórica do índice. No acumulado desta semana, a bolsa brasileira avançou 0,78%, impulsionada principalmente pelos bons resultados dos balanços corporativos, em especial os da Petrobras (PETR4).

Fora isso, o dólar comercial registra alta de +0,4% a R$ 5,236.

Maiores altas:

  • Santander SANB11 +4,02% R$ 40,90
  • Eletrobras ELET3 +3,81% R$ 41,14
  • Embraer EMBR3 +3,49% R$19,27

Maiores baixas:

  • Americanas S.A. AMER3 -2,54% R$ 46,44
  • Hapvida HAPV3 -1,04% R$ 14,24
  • Cosan CSAN3 -0,90% R$ 24,11

Relacionados:

► Reserva de emergência: antes de avançar com seus investimentos, construa sua segurança financeira► Custo da cesta básica sobe em 15 capitais do país

Leia mais: