clique para ir para a página principal

Com avanço da vacinação, confiança do empresário do comércio sobe 4,3% em agosto

Atualizado em -

Com avanço da vacinação, confiança do empresário do comércio sobe 4,3% em agosto Freepik
► Índice de Confiança do Empresário Industrial sobe para 63,2 pontos► CNI: pequenas indústrias apresentam evolução positiva no 2º trimestre

A confiança do empresário do comércio continua crescendo e atingiu em agosto a terceira alta seguida, segundo informou a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) nesta quarta-feira (18).

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela CNC, teve avanço de 4,3% em agosto na comparação com julho, alcançando 115 pontos, acima da zona considerada de satisfação. A expectativa em relação às vendas do Dia dos Pais e melhora na economia foram fatores determinantes para o bom desempenho do índice.

"Outros fatores reforçaram esse entendimento, como o possível cenário de manutenção do emprego, seguido do crescimento da renda, bem como dos acréscimos sobre o faturamento do comércio em decorrência do pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial”, afirma o presidente da CNC, José Roberto Tadros.

Mesmo que o setor ainda dependa muito das vendas presenciais, o avanço na imunização dos brasileiros traz otimismo aos empresários do setor sobre a flexibilização das medidas restritivas impostas pela pandemia.

No segundo semestre, a expectativa é de números ainda melhores, principalmente com os feriados de fim de ano.

"Há uma nítida sensação de que as condições atuais da economia evoluíram até o momento, colocando o olhar dos comerciantes sobre a crise no espelho retrovisor”, afirma o economista da CNC Antonio Everton.

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio é composto por três componentes: expectativas dos comerciantes (151,3 pontos), intenção de investimentos (101,7 pontos) e sentimento quanto à realidade (92,1 pontos).

Relacionados:

► Índice de Confiança do Empresário Industrial sobe para 63,2 pontos► CNI: pequenas indústrias apresentam evolução positiva no 2º trimestre

Leia mais: