clique para ir para a página principal

Mercado Livre compra participação de US$ 25 milhões em companhia de mídia digital

Atualizado em -

Mercado Livre compra participação de US$ 25 milhões em companhia de mídia digital Nacho Doce / REUTERS
► Nubank muda nome da Easynvest para Nu Invest► Depois de anunciar capacitação de professores, CVM e MEC lançam perfil no Tik Tok

Nesta quarta-feira (18), o Mercado Livre (MELI34) anunciou um acordo para ser acionista do Aleph Group, companhia de mídia digital que opera na América Latina pela IMS (Internet Media Services). A empresa de e-commerce anunciou sua conquista com a aquisição de participação de US$ 25 milhões.

Inicialmente, a IMS Internet Media Services e o Mercado Livre vão trabalhar juntos na monetização do espaço publicitário, e ativos digitais da MELI34, em países que não possuem operação local de vendas.

As companhias vão se associar para estudar e colaborar em novas ideias de desenvolvimento de negócios em publicidade digital.

Além da aquisição por parte do Mercado Livre, recentemente, a CVC Capital Partners Fund VIII também adquiriu uma participação minoritária na Aleph por US$ 470 milhões. A partir disso, a empresa acabou sendo avaliada em US$ 2 bilhões.

Atualmente, a Aleph Group participa em mais de 90 mercados ao redor do mundo, com o intuito de conectar os maiores veículos digitais com os anunciantes. As mídias digitais como: Twitter, Snapchat, TikTok, Spotify, Facebook e LinkedIn, já colaboram junto à empresa de tecnologia.

A documentação final de transação entre Mercado Livre e Aleph já está nas etapas finais e deve ser concluída até o final de agosto.

Futuro do Mercado Livre no Brasil

A pandemia do Covid-19, que forçou a população mundial a realizar maior parte de suas compras pela internet, fez com que o Mercado Livre se tornasse um gigante nacional. A empresa de e-commerce é considerada uma grande concorrente das gigantes globais, Amazon e Alibaba.

A partir de tanta concorrência, a empresa já está se preparando para o seu novo negócio: venda de alimentos frescos, ingressando no mercado de delivery.

Os resultados de janeiro a setembro do ano passado foram elevados. O total de usuários ativos da plataforma dobrou para 112,5 milhões e o volume de vendas foi estimado a US$ 14,36 bilhões, um aumento de 42% em relação ao mesmo período de 2019.

Relacionados:

► Nubank muda nome da Easynvest para Nu Invest► Depois de anunciar capacitação de professores, CVM e MEC lançam perfil no Tik Tok

Leia mais: