clique para ir para a página principal

Mercado Livre anuncia aquisição de 100% da plataforma de entregas Kangu

Atualizado em -

Mercado Livre anuncia aquisição de 100% da plataforma de entregas Kangu Divulgação / Mercado Livre
► Mercado Livre abrirá mais 2 Centros de Distribuição, 1 deles até fim do ano em SP► Mercado Pago libera crédito para vendedores expandirem seu negócio no Mercado Livre

O Mercado Livre (MELI34) anunciou na última terça-feira (24), a compra de 100% da plataforma de entrega de encomendas Kangu, com o objetivo de ampliar sua atuação logística na América Latina, uma das regiões onde o comercio eletrônico mais cresce o mundo.

A aquisição, por valor não informado, leva para a estrutura do Mercado Livre cerca de 5 mil pontos de coleta e entrega da Kangu espalhados por diversas cidades do Brasil, além do México e Colômbia.

Criada em 2018, a Kangu usa pequenas lojas de bairro como ponto de entrega de encomendas, o que facilita para a ampliação da logística sem depender de terceiros. O Mercado Livre já atuava em parceria com a transportadora desde o ano passado, quando a demanda do e-commerce aumentou, devido ao isolamento durante a pandemia.

“A Kangu já exerce um papel importante em nosso ecossistema, conectando compradores e vendedores do Mercado Livre em mais de 5 mil pontos. A transação vai trazer ainda mais eficiência e capilaridade à nossa operação, que trabalha diariamente para levar a entrega mais rápida ao consumidor brasileiro”, destaca o diretor de novos negócios do Mercado Livre, Renato Pereira, em nota.

De acordo com o comunicado divulgado, a receita da Kangu cresceu mais de cem vezes em 2020 na comparação com o ano anterior. Para o Mercado Livre, o investimento tecnológico permitiu à Kangu otimizar as entregas e oferecer serviços complementares.

A Kangu seguirá sob a liderança dos atuais co-CEOs, Marcelo Guarnieri e Ricardo Araújo, e ainda continuará atendendo outros parceiros além do Mercado livre.

” Nossa meta agora é elevar o número de pontos de entrega e coleta, dos atuais 2,6 mil para 3,5 mil no Brasil até o fim do ano", finalizou Marcelo Guarnieri.

Relacionados:

► Mercado Livre abrirá mais 2 Centros de Distribuição, 1 deles até fim do ano em SP► Mercado Pago libera crédito para vendedores expandirem seu negócio no Mercado Livre

Leia mais: