clique para ir para a página principal

Investidores começam semana de olho em impasse de bancos na Febraban

Atualizado em -

Investidores começam semana de olho em impasse de bancos na Febraban Freepik
► Presidente do BC minimiza risco fiscal► Comissão da Câmara quer ouvir Guedes, BB e Caixa sobre saída da Febraban

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

O Ibovespa encerrou a semana passada com ganhos acumulados de 2,2%, aos 120.678 pontos, em linha com o movimento dos mercados globais.

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sinalizou que o banco central americano deve reduzir as compras de ativos no final desse ano, mas o aumento da taxa de juros ainda não está no radar.

Internacional

Na manhã de hoje, o índice futuro do S&P 500 indica abertura em alta de 0,09% e o Ibovespa futuro indica queda de 0,14%. Segue no radar o anúncio de novas regras por parte da China a respeito da abertura de capital de empresas chinesas de internet nos EUA.

Brasil

No cenário doméstico, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) liderou um manifesto com outras 200 associações pelo equilíbrio entre os três poderes. A polêmica começou quando o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal ameaçaram sair da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

O entendimento dos bancos públicos, de acordo com fontes, é que a Febraban está se posicionando de forma política, e o BB e a Caixa, controlados pelo governo, discordam da atitude.

Commodities

Entre as commodities, os contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam com alta de 0,66%, enquanto o petróleo Brent opera com alta de 0,24%, cotado a US$ 71,87.

Corporativo

No contexto corporativo, a Allied anunciou que comprou a BrUsed, plataforma de compra e venda de aparelhos eletrônicos seminovos. A empresa diz que a aquisição acelera o desenvolvimento interno de sistemas e processos necessários à operação de recertificados e agrega um canal adicional de captação e vendas de seminovos.

Além disso, a XP iniciou cobertura de Multilaser (MLAS3) com recomendação de compra e um preço alvo para o final de 2022 de R$ 15 por ação. A visão positiva da XP é baseada em quatro pilares: (i) sólido posicionamento de mercado; (ii) Lançamento assertivo e constante de produtos; (iii) robusta rede de produção e distribuição de produtos, alavancada por softwares proprietários; e (iv) valuation atrativo.

Relacionados:

► Presidente do BC minimiza risco fiscal► Comissão da Câmara quer ouvir Guedes, BB e Caixa sobre saída da Febraban

Leia mais: