clique para ir para a página principal

Sessão inicia com foco na repercussão sobre a reforma do Imposto de Renda

Atualizado em -

Sessão inicia com foco na repercussão sobre a reforma do Imposto de Renda Pressfoto/Freepik
► Incorporadora de galpões Fulwood registra pedido de IPO na CVM► Câmara aprova texto-base de projeto que altera regras do Imposto de Renda

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Nesta quinta-feira, a sessão tem um início relativamente “morno” para as bolsas mundiais, com os investidores à espera de novos dados do mercado de trabalho nos EUA após os dados do ADP, do setor privado, decepcionarem as estimativas na véspera.

Nesta manhã, serão divulgados os dados de pedido de auxílio desemprego, antecedendo a divulgação do relatório de emprego nos EUA na próxima sexta (3).

Por aqui, atenção para a repercussão da votação na Câmara do texto-base da reforma do Imposto de Renda, que estabelece alíquota sobre lucros e dividendos em 20% e o fim dos Juros sobre o Capital Próprio (JCP).

Já em dois reveses para o governo no Senado, o texto da minirreforma trabalhista foi rejeitado, enquanto os parlamentares da Casa aprovaram decreto legislativo que reduz restrições colocadas em planos de saúde de estatais, com custo adicional de R$ 1,5 bilhão ao ano.

Na agenda econômica, após o PIB do segundo trimestre decepcionar na véspera, os investidores aguardam pelos dados da produção industrial.

Internacional

Sobre os mercados mundiais, nos EUA os índices futuros Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq indicam altas de 0,15%, 0,18% e 0,23%, respectivamente. Os índices futuros americanos operam em leve alta nesta quinta-feira (2). Na quarta, o Dow recuou 0,1%; o S&P fechou estável, com alta de 0,03%; e o Nasdaq avançou 0,3%. Ações do setor de tecnologia tiveram quedas, enquanto aquelas do setor de petróleo e gás continuaram a avançar.

O furacão Ida vem levando à suspensão do funcionamento de operações de produção e refino de petróleo. Ações dos setores de serviços e imobiliário continuam a ganhar. Os dados de emprego seguem no radar dos investidores nessa semana em Wall Street. Dados sobre folha de pagamento divulgados pela ADP na quarta indicaram que empresas dos Estados Unidos criaram menos empregos em agosto do que o esperado.

Às 9h30 (horário de Brasília) desta quinta será divulgado o relatório semanal sobre novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos. Na sexta, o Departamento de Emprego dos Estados Unidos divulga seu relatório sobre folhas de pagamento não agrícolas, que pode trazer pistas sobre a política do Fed, em especial quando o banco central americano começará a desacelerar seu programa de compra de ativos, que vem desembolsando mensalmente US$ 120 bilhões nos mercados. Também pode indicar a direção a ser tomada por bancos centrais na Europa.

Declarações recentes de autoridades do Fed indicam que o banco central americano deve reduzir o ritmo de compras mensais de títulos contanto que o crescimento do emprego continue em um ritmo forte. Economistas ouvidos pela Dow Jones acreditam que 750 mil vagas tenham sido criadas no mês, e que a taxa de desemprego tenha caído a 5,2%.

As bolsas asiáticas fecharam a quinta-feira com desempenhos variados. Na quarta, as farmacêuticas Moderna e Takeda anunciaram que estão trabalhando com autoridades do Japão para realizar um recall de diversos lotes de vacinas após serem encontrados contaminantes de aço inoxidável.

Reguladores chineses do Ministério do Transporte e outros órgãos convocaram e entrevistaram 11 empresas de caronas pagas, e demandaram que elas retificassem comportamentos que não estão de acordo com as regras no país. Entre as empresas entrevistadas estiveram Didi e Meituan. Os papéis da Meituan listados em Hong Kong tiveram leves altas, assim como o de outras empresas de tecnologia chinesas na mesma bolsa. Os papéis da Tencent avançaram 1,56%; os da Alibaba subiram 3,51%.

O índice Hang Seng Tech teve alta de 1,61%. Na China continental, o Shanghai composto teve alta de 0,84%; em Hong Kong, o índice Hang Seng teve alta de 0,24%; no Japão, o Nikkei teve alta de 0,33%; na Coreia do Sul, o Kospi perdeu 0,97%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, avança 0,3%, com destaque positivo para papéis dos setores de viagem e lazer, e negativo para o setor de recursos básicos.

Na agenda econômica, a inflação na zona do euro medida pelo Índice de Preços ao Produtor avançou 12,1% em julho na comparação anual, frente à projeção de 11%, e ao patamar anterior, de 10,2%. Na comparação mensal, o índice avançou 2,3%, frente à projeção de 1,1% e ao patamar anterior, de 1,4%.

Brasil

No Brasil, o último pregão de ações encerrou com alta de 0,52%, a 119.395 pontos e volume financeiro negociado de R$29,33 bilhões. Enquanto isso, o dólar comercial subiu 0,2% a R$ 5,182. Na quarta, a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia avaliou que o resultado negativo do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre ocorreu no período de três meses com maior número de mortes pela Covid-19 e com efeitos setoriais relevantes e, nesse sentido, argumentou que é mais importante avaliar a qualidade dos dados.

O PIB registrou uma contração de 0,1% no segundo trimestre em relação aos três meses anteriores, mostraram dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mas o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, manteve a previsão de um crescimento acima de 5% para o ano.

Além disso, A Câmara aprovou na noite de ontem o texto-base da reforma do Imposto de Renda, num acordo que envolveu a oposição, e estabelece taxação sobre lucros e dividendos e uma redução menor do imposto sobre o lucro das empresas. Foram 398 votos favoráveis ao parecer e 77 contrários. Os parlamentares analisam nesta quinta os destaques de bancada, que podem modificar a versão aprovada. Concluída esta etapa, o projeto de lei segue para o Senado Federal.

De acordo com o substitutivo, os lucros e dividendos serão taxados em 20% a título de Imposto de Renda na fonte, mas fundos de investimento em ações ficam de fora. Na versão anterior, a alíquota era de 5,88% para os fundos. O projeto ainda prevê o fim do JCP. Já o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) será reduzido de 15% para 8%. Na versão anterior, a redução levava o tributo para 6,5%.

Commodities

Sobre as commodities, o petróleo Brent é negociado com alta de 0,70%, a US$72,09 o barril. Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian registram queda de 0,58%, cotados a 773,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 119,71 (nas últimas 24 horas).

Corpotativo

No contexto corporativo, a elétrica Omega Energia fechou acordo com o Grupo Heineken para a implementação de ativos de geração renovável no Nordeste, visando o fornecimento de eletricidade para atendimento a 100% do consumo de 13 cervejarias e nove centros de distribuição no Brasil, informou a empresa nesta quarta-feira. Segundo a Omega Energia, que fechou o acordo por meio da Omega Desenvolvimento, a operação deve acarretar uma redução de 270 mil toneladas de emissões de gás carbônico na atmosfera. O contrato prevê fornecimento de energia por um período de dez anos.

Além disso, A companhia de alimentos BRF concluiu nesta quarta-feira, por meio da subsidiária BRF Pet, a aquisição das empresas de ração para pets Mogiana Alimentos e Grupo Hercosul por R$ 1,35 bilhão, segundo fato relevante. A BRF havia divulgado as operações no final de junho, mas sem detalhar os valores envolvidos. A empresa passará a ter uma fatia de cerca de 10% no mercado de “pet food” do Brasil, segundo maior país em vendas do setor do mundo.

Ainda, a ação da Vittia estreia na B3 nesta quinta-feira, após ter o preço por ativo fixado em R$ 8,60 em oferta restrita. A companhia atua na área de defensivos biológicos e fertilizantes especiais. O IPO movimentou R$ 359 milhões, com cerca de 15% desse valor sendo destinado ao caixa, com o objetivo de realizar aquisições estratégicas.

Também como destaque, a BrasilAgro, companhia que atua na compra e venda de propriedades rurais e na produção agrícola, reportou salto de 277% no lucro líquido do quarto trimestre da safra 2020/21, para R$ 127,9 milhões, com impulso do bom momento de preços que atravessa o setor apesar de uma quebra de safra por intempéries.

Por fim, a empresa de galpões logísticos Fulwood pediu registro para uma oferta inicial de ações (IPO em inglês), no mais recente exemplar de empresa em busca de recursos no mercado para financiar projetos de expansão, impulsionadas pelo boom do comércio eletrônico no Brasil, catalisado pelos efeitos da pandemia da Covid-19. Criada em 2013, a Fulwood tem 90 contratos de locação em 13 empreendimentos entre São Paulo e em Minas Gerais, para clientes incluindo Mercado Livre, Huawei e Foxconn. Ao todo, tem mais de 800 mil metros galpões desenvolvidos.

Relacionados:

► Incorporadora de galpões Fulwood registra pedido de IPO na CVM► Câmara aprova texto-base de projeto que altera regras do Imposto de Renda

Leia mais: