clique para ir para a página principal

Petrobras inicia processo de venda da totalidade de sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú

Atualizado em -

Petrobras inicia processo de venda da totalidade de sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú Divulgação/Petrobras
► Botijão de gás fica 7% mais caro a partir desta quarta-feira (1)► Semana inicia com repercussão das manifestações do dia 7 de setembro

Nesta quarta-feira (8), a Petrobras (PETR3; PETR4) informou que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda da totalidade de sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú, pertencentes à concessão BS-500, localizada na Bacia de Santos, no estado do Rio de Janeiro.

A produção dos campos foi de aproximadamente 5 mil barris de óleo por dia (bpd) e 918 mil m3/dia de gás, em 2020.

As principais etapas subsequentes do projeto serão informadas no momento adequado ao mercado. A presente divulgação está de acordo com as normas internas da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos.

”Essa operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio, redução do endividamento e à melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra-profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos”, informa a companhia, em comunicado oficial.

Sobre os campos de Uruguá e Tambaú Os campos de Uruguá e Tambaú pertencem à concessão BS-500, que foi adquirida por meio da Rodada Zero da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Os campos estão situados na porção norte da Bacia de Santos, entre 140 e 160 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’água que varia de mil a 1,500 metros. A Petrobras detém 100% de participação em ambos.

Relacionados:

► Botijão de gás fica 7% mais caro a partir desta quarta-feira (1)► Semana inicia com repercussão das manifestações do dia 7 de setembro

Leia mais: