clique para ir para a página principal

Petrobras anuncia novos contratos de venda de combustíveis para distribuidoras

Atualizado em -

Petrobras anuncia novos contratos de venda de combustíveis para distribuidoras Fernando Frazão / Agência Brasil
► Atem planeja aumentar oferta de derivados com a compra da refinaria Reman da Petrobras► Petrobras inicia processo de venda da totalidade de sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú

Nesta sexta-feira (10), a Petrobras (PETR3; PETR4) comunicou ao mercado através de uma nota a aprovação de novos modelos contratuais para a venda de gasolina A e óleo diesel rodoviário e marítimo para distribuidoras de combustíveis.

A nova proposta dos contratos com as distribuidoras se dá por conta dos desinvestimentos promovidos pela Petrobras no setor de refino, visando assim o fim ao monopólio da estatal. De acordo com a companhia, o intuito da modificação do contrato é simplificar alguns processos para aumentar a competitividade e trazer flexibilidade à Petrobras na adoção de novas estratégias comerciais.

“No cenário atual do mercado, caracterizado pela entrada de produto importado por terceiros e pelo processo de desinvestimento de ativos de refino, torna-se necessário promover aperfeiçoamentos em algumas cláusulas comerciais e operacionais. Esses ajustes, definidos com base na experiência obtida ao longo do período de vigência dos atuais contratos e em decorrência de feedback dos clientes, buscam fortalecer a relação comercial com nossos clientes e a competitividade da companhia”, aponta a Petrobras em nota.

Para a estatal, a alteração do tratado representa um passo importante para o posicionamento da Petrobras no novo ambiente competitivo.

Por fim, a Petrobras também informa não haver mudanças nas práticas de precificação dos produtos vigentes, que seguem o alinhamento dos mercados internacionais. Os novos contratos ainda serão submetidos à homologação pela Agência Nacional do petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Venda da refinaria REMAN

Como aponta o Mercado1Minuto aqui, no final de agosto deste ano, a Petrobras assinou o contrato da venda das ações e ativos logísticos associados da Refinaria Isaac Sabbá (REMAN) com a empresa Ream Participações, veículo societário de propriedade dos sócios da Atem’s Distribuidora de Petróleo (Atem).

O valor da venda foi de US$ 189,5 milhões, sendo que US$ 28,4 foi pago na data, como título de caução, e US$ 161,1 milhões foram pagos no fechamento da operação, que ainda estão sujeitos a ajustes previstos no contrato.

Segundo a estatal, a REMAN é a segunda refinaria a ter contrato de compra e venda assinado, dentre as oito que estão em processo de venda. Além disso, a refinaria também integra o compromisso firmado entre a Petrobras e o CADE, em junho de 2019, para a abertura do setor de refino no Brasil.

Relacionados:

► Atem planeja aumentar oferta de derivados com a compra da refinaria Reman da Petrobras► Petrobras inicia processo de venda da totalidade de sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú

Leia mais: