clique para ir para a página principal

Caixa reduzirá juros de financiamento imobiliário, afirma Pedro Guimarães

Atualizado em -

Caixa reduzirá juros de financiamento imobiliário, afirma Pedro Guimarães Marcos Corrêa / PR
► Caixa lançará linha de crédito para 40% da população brasileira► Crédito imobiliário da Caixa bate recorde em agosto

Nesta segunda-feira (13), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, revelou em evento no Palácio do Planalto que a instituição deve anunciar, na próxima quinta-feira (16), uma redução de juros de financiamento imobiliário. No entanto, o executivo não deu detalhes de quanto será a redução e nem a que faixas de renda atenderá.

A redução de juros de crédito imobiliário será feito em meio a um momento em que o Banco Central (BC) aumentou a taxa de juros como tentativa de conter a inflação.

Na segunda-feira (13) deste mês, o relatório Focus apontou que os agentes do mercado financeiro aumentaram suas previsões para a inflação deste ano para 8% e 4,03% para 2022. Atualmente, a Selic está definida em 5,25% ao ano.

Juntamente à fala da redução da taxa de juros de financiamento imobiliário, Pedro Guimarães e o o presidente Jair Bolsonaro anunciaram o lançamento do Programa Nacional de Apoio à Aquisição de Habitação para Profissionais da Segurança Pública, o Habite Seguro.

“O programa beneficiará profissionais de segurança pública e defesa social com subvenções financeiras e condições diferenciadas de crédito imobiliário para aquisição da casa própria”, apontou a nota da Secretaria da Comunicação do governo (Secom) enviada à imprensa.

Concluído através de medida provisória (MP), o programa prioriza os agentes de segurança com renda bruta mensal de até R$ 7 mil, mas também é aberto para profissionais com faixa de renda maior. O projeto permitirá financiar até 100% do valor do imóvel, contando com subsídios de até R$ 13 mil, derivados do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP), conforme o salário do trabalhador.

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), a aquisição ou construção de um imóvel por meio do projeto será concedida uma única vez para cada agente de segurança pública e poderá ser acumulativa com outros benefícios habitacionais previstos em lei. Além disso, poderão ser comprados imóveis novos e usados com o valor de até R$ 300 mil.

Relacionados:

► Caixa lançará linha de crédito para 40% da população brasileira► Crédito imobiliário da Caixa bate recorde em agosto

Leia mais: