clique para ir para a página principal

BRF anuncia contrato com Intrepid para parque de energia solar no Ceará

Atualizado em -

BRF anuncia contrato com Intrepid para parque de energia solar no Ceará Victor Moriyama | Bloomberg
► BRF aprova R$ 1 bi em debêntures quirografárias; Espécie qui-ro-gra... fária, significa o que mesmo?► BRF reverte lucro e tem prejuízo líquido de R$ 199 milhões no 2º trimestre

Nesta quinta-feira (16), a BRF (BRFS3) comunicou aos seus acionistas que celebrou um contrato com a Intrepid para a construção de um parque para autogeração de energia solar nas cidades de Mauriti e Milagres, no Ceará, com capacidade instalada de 320 Megawatt pico (MWp).

“Em conjunto com a parceria firmada com AES, a companhia atingirá 88% de energia elétrica proveniente de fontes limpas e renováveis no Brasil, avançando rapidamente em sua meta de ampliar o uso deste tipo de energia em suas operações”, informou a BRF em comunicado.

De acordo com a empresa, esse movimento concretiza mais um importante passo em direção à Visão 2030 e ao compromisso de se tornar Net Zero em emissões de gases de efeito estufa até 2040, tanto em suas operações como em sua cadeia produtiva.

O investimento projetado para o acordo é de cerca de R$ 1,1 bilhão, sendo que a BRF investirá diretamente no valor aproximado de R$ 50 milhões, a ser desembolsado no andar do Projeto. Segundo o comunicado da BRF, o início das operações do parque estão previstas para 2024.

“A Companhia continuará a prospectar oportunidades para investir em fontes alternativas de energia limpa, em conexão com suas metas de longo prazo em sustentabilidade”, apontou a BRF em comunicado.

Ampliação de unidades

Como o Mercado1Minuto registrou aqui, em junho deste ano, a BRF anunciou um aporte de R$ 764 milhões com o objetivo de ampliar as instalações de suas unidades em Santa Catarina (SC) e Mato Grosso do Sul (MS).

Segundo a empresa, R$ 643 milhões serão investidos nas unidades catarinenses de Capinzal, Concórdia e Videira, e os outros R$ 121 milhões na planta de Dourados (MS).

"Com o aporte conseguiremos ampliar e modernizar uma unidade que atende tanto o mercado nacional quanto importantes países para os quais exportamos, entre eles a China, com o qual temos uma ótima relação", ressaltou Lorival Luz, CEO da empresa, em relação ao MS.

Relacionados:

► BRF aprova R$ 1 bi em debêntures quirografárias; Espécie qui-ro-gra... fária, significa o que mesmo?► BRF reverte lucro e tem prejuízo líquido de R$ 199 milhões no 2º trimestre

Leia mais: