clique para ir para a página principal

Neoenergia compra fatias na Previ de Coelba, Cosern e Afluente T por R$ 220,4 milhões

Atualizado em -

Neoenergia compra fatias na Previ de Coelba, Cosern e Afluente T por R$ 220,4 milhões Pexels
► Neoenergia vai emitir R$ 2 bilhões em debêntures simples► Governo brasileiro autoriza medidas para crescimento da oferta de energia de termelétricas

A Neoenergia (NEOE3) realizou um acordo para a aquisição de fatias da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) nas controladas Coelba, Cosern e Afluente T por R$ 220,4 milhões.

De acordo com o comunicado publicado nesta quinta-feira (16), a alienação pela Previ é de 4.621.407 ações ordinárias e 1.385.110 papéis preferenciais classe A de emissão da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), representando 2,29% do capital social da empresa.

As outras 1.854.848 ações ordinárias, 359.031 papéis preferenciais classe A e 382.135 títulos preferenciais classe B serão alienadas de emissão da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), com 1,54% do capital social.

Adicionalmente, a Previ negociou 1.445.606 ações ordinárias de emissão da Afluente Transmissão de Energia Elétrica (Afluente T), que representam 2,29% do capital social total e votante da transmissora.

Do valor total do acordo, R$ 181,43 milhões são referentes aos papéis da Coelba, sendo que R$ 32,79 milhões aos ativos da Cosern e R$ 6,23 milhões para os títulos da Afluente T.

Em comunicado, a Neoenergia declara que o fechamento do negócio está condicionado ao cumprimento de determinadas obrigações usuais a esse tipo de operação e será oportunamente comunicado ao mercado nos termos da regulamentação aplicável.

Sistema de minigeração fotovoltaica

Em agosto deste ano, a Neoenergia anunciou o início das suas operações de quatro sistemas de minigeração fotovoltaica (sistema de energia solar fotovoltaica conectado à rede) no interior de Pernambuco, com capacidade instalada de 851 kWp. O objetivo da modalidade é impulsionar a atuação do grupo no segmento de soluções energéticas oferecidas aos clientes finais.

O novo sistema atenderá a quatro consumidores pernambucanos que receberão cotas de crédito na conta de energia em mais de 30 unidades consumidoras, cuja economia em alguns casos pode chegar a 25%.

Os projetos da empresa utilizam os trackers (rastreadores solares), em que os módulos dos painéis possuem sensores que alteram suas posições de acordo com a direção da luz do sol, assim captando mais radiação. Deste modo, a eficiência do sistema é de cerca de 25% a 30% em relação aos modelos tradicionais.

Relacionados:

► Neoenergia vai emitir R$ 2 bilhões em debêntures simples► Governo brasileiro autoriza medidas para crescimento da oferta de energia de termelétricas

Leia mais: