clique para ir para a página principal

Rumo assina nesta segunda (20) contrato para construção de ferrovia no Mato Grosso

Atualizado em -

Rumo assina nesta segunda (20) contrato para construção de ferrovia no Mato Grosso Divulgação
► Empresa de mineração arremata concessão de trecho de ferrovia na Bahia► Infraestrutura confirma que avalia MP para destravar novo regime de ferrovias

A empresa de logística Rumo (RAIL3) deve assinar nesta segunda- feira (20) com o governo do Mato Grosso o contrato de construção e operação da ferrovia que conectará o terminal rodoferroviário de Rondonópolis a Cuiabá e Lucas do Rio Verde, todos no estado de Mato Grosso.

Segundo comunicado emitido pela Rumo, o investimento do projeto é estimado entre R$ 9 e 11 bilhões, com previsão de operação do primeiro terminal em 2025/2026, e sua conclusão em 2030.

A Rumo foi a única interessada na construção dos dois blocos de ferrovias que devem ter extensão de 730 quilômetros. A vigência do contrato de adesão é de 45 anos, prorrogável sucessivamente por iguais períodos.

O projeto recebeu o nome de Ferrovia Autorizada de Transporte Olacyr de Moraes (Fato) em homenagem ao empresário do agronegócio que construiu a Ferronorte, depois rebatizada como Malha Norte pela Rumo.

Resultados

No segundo trimestre de 2021, a Rumo registro lucro líquido de R$314,4 milhões, um recuo de 22,3% em relação ao mesmo período de 2020.

O EBITDA da empresa atingiu R$ 1.196 milhões. Desconsiderado os efeitos não recorrentes da renovação da Malha Paulista, o EBITDA cresceu 31,7% em relação ao segundo trimestre do ano passsdo.

A receita líquida foi de R$ 2.216 milhões, avanço de 21,2% em relação ao 2T20, em função dos maiores volumes (+9,1%) e do aumento de 13,8% da tarifa consolidada.

Relacionados:

► Empresa de mineração arremata concessão de trecho de ferrovia na Bahia► Infraestrutura confirma que avalia MP para destravar novo regime de ferrovias

Leia mais: