clique para ir para a página principal

Dólar vai a R$ 5,42 e IBOV tem seu segundo pior nível de fechamento no ano com queda de -3,05%

Atualizado em -

Dólar vai a R$ 5,42 e IBOV tem seu segundo pior nível de fechamento no ano com queda de -3,05% Pexels
► B3 se aproxima dos 3,8 milhões de investidores; Como fazer parte deste grupo e rentabilizar seu patrimônio?► Riscos fiscais implicam alta nas projeções de inflação, diz BC

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

O índice brasileiro fechou esta terça-feira em queda de -3,05% cotado aos 110.123 pontos, encerrando em seu segundo pior nível de fechamento do ano pressionado pelo dia bastante negativo em Wall Street. Os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq finalizaram o dia com perdas de 1,63%, 2,04% e 2,83%, respectivamente.

As bolsas americanas recuaram na esteira do aumento nos rendimentos dos títulos do Tesouro de 10 anos, que chegaram a 1,558% saindo de 1,482%. As apostas são de que o Banco Central americano (Fed) realmente irá cortar seu programa mensal de estímulos.

No Senado americano, houve ainda atenção para discursos de Janet Yellen e de Jerome Powell. O chair do Federal Reserve disse que a economia dos EUA está longe de alcançar o pleno emprego e "este é um componente importante dos critérios para elevar as taxas de juros". Já Yellen avisou a parlamentares que o governo pode ficar sem dinheiro até 18 de outubro, a menos que o Congresso atue para elevar o teto da dívida federal.

No Brasil, os investidores repercutiram a pressão sobre a Petrobras (PETR4) devido aos preços de combustíveis. Depois de 85 dias, a estatal aumentou o valor do diesel nas refinarias de R$ 2,81 para R$ 3,06 por litro, refletindo reajuste médio de R$ 0,25 por litro, ou uma alta de 8,90%.

Arthur Lira, presidente da Câmara, afirmou que os deputados buscarão alternativas para evitar novos reajustes em combustíveis e no gás de cozinha. O tema será discutido na reunião do Colégio de Líderes prevista para a próxima quinta-feira (30). Segundo Lira, o Brasil não pode tolerar gasolina a quase R$ 7 e o gás a R$ 120. Mais tarde, ele afirmou que o Congresso discutirá um projeto sobre um valor fixo para o ICMS dos combustíveis como forma de buscar uma redução do preço do insumo.

Enquanto isso, o dólar comercial registra alta de +0,85% a R$ 5,424.

Maiores altas:

  • Minerva BEEF3 +1,26% R$ 10,43
  • BRF BRFS3 +0,95% R$ 26,53
  • Marfrig MRFG3 +0,25% R$ 24,34

Maiores baixas:

  • Banco Inter BIDI11 -12,86% R$ 51,16
  • Banco Inter BIDI4 -12,26% R$ 17,18
  • Méliuz CASH3 -8,95% R$ 6,00

Relacionados:

► B3 se aproxima dos 3,8 milhões de investidores; Como fazer parte deste grupo e rentabilizar seu patrimônio?► Riscos fiscais implicam alta nas projeções de inflação, diz BC

Leia mais: