clique para ir para a página principal

IGP-M cai em setembro, mas ainda acumula alta de 24,86% em 12 meses

Atualizado em -

IGP-M cai em setembro, mas ainda acumula alta de 24,86% em 12 meses
► Com o IGP-M em alta, como se comportam os fundos imobiliários?► Negociar o aluguel ou comprar a casa própria? Inflação faz brasileiro pensar nas opções

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), considerado a "inflação do aluguel" no Brasil, registrou queda de 0,64% no mês de setembro, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (29) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Apesar da desaceleração, o índice acumula alta de 24,86% nos últimos doze meses e de 16% entre janeiro e setembro deste ano.

Em agosto, o IGP-M variou 0,66%, um pouco abaixo dos 0,78% registrados em julho. Segundo a FGV, a crise hídrica impediu uma desaceleração maior do índice no mês passado.

Já em setembro, o recuo do índice aconteceu principalmente por causa da redução no preço do minério de ferro.

"A queda de 21,74% registrada no preço desta commodity foi a principal contribuição para o resultado do índice. Sem o minério de ferro, o IGP-M teria registrado alta de 2,37% em agosto e de 1,21% em setembro”, afirma André Braz, Coordenador dos Índices de Preços.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral, caiu 1,21% em setembro. Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve alta de 0,56% no período, mesma taxa registrada em agosto.

Relacionados:

► Com o IGP-M em alta, como se comportam os fundos imobiliários?► Negociar o aluguel ou comprar a casa própria? Inflação faz brasileiro pensar nas opções

Leia mais: