clique para ir para a página principal

Nesta quinta, investidores analisam relatório do BC e possível aperto da política monetária pelo FED

Atualizado em -

Nesta quinta, investidores analisam relatório do BC e possível aperto da política monetária pelo FED Rawpixel/Freepik
► Senado aprova mudanças na Lei de Improbidade Administrativa► Banco Central projeta crescimento econômico de 4,7% neste ano e de 2,1% em 2022

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Clique e fale com um especialista VLG Investimentos

Nesta quinta-feira (30), última sessão do mês de setembro e as atenções voltam-se novamente para o Banco Central, com a divulgação feita nesta manhã do Relatório Trimestral de Inflação (RTI) com novas projeções para a economia, enquanto no exterior crescem as expectativas de que o Federal Reserve apertará a política monetária nos próximos meses.

No documento do RTI, o BC projetou que o PIB tenha alta de 2,1% em 2022, enquanto a projeção para 2021 foi de 4,6% para 4,7%. As projeções de inflação do Copom situam-se em torno de 8,5% para 2021, 3,7% para 2022 e 3,2% para 2023. Em agosto, a expectativa era que a inflação chegasse a 6,5% no final desse ano.

No exterior o Fed permanece no foco, depois de o chair do banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell, afirmar que resolver a “tensão” entre inflação alta e desemprego ainda elevado é a questão mais urgente no momento. Esse é um reconhecimento direto de que os dois principais objetivos do banco central norte-americano estão em possível conflito. Nos EUA, atenção ainda com o Congresso americano em progresso para um acordo para evitar o “shutdown”, pelo menos até o começo de dezembro. O país ainda conta com o dado final do PIB do segundo trimestre e pedidos de auxílio desemprego.

Internacional

Sobre os mercados mundiais, nos EUA os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq indicam altas de 0,42%, 0,43% e 0,50%, respectivamente. Os investidores procuraram estancar o sangramento dos mercados financeiros globais na última quarta-feira (29), depois de as ações mundiais sofrerem na véspera sua pior queda desde janeiro e os custos dos empréstimos nos Estados Unidos e na Europa dispararem para picos em meses. Na semana, todos os principais índices estão no vermelho. O Dow caminha para sua quarta sessão negativa entre cinco. O S&P e o Nasdaq podem fechar a semana com os seus piores resultados desde fevereiro.

Operadores desaceleraram as vendas de títulos do Tesouro dos EUA, deixando os rendimentos com pouca alteração, enquanto ficaram de olho nas negociações sobre gastos do governo em Washington. A taxa do Treasury de dez anos fechou a véspera em 1,5288%, de 1,536% no fim da terça-feira (28). Nesta data, investidores seguem atentos às movimentações em Washington, uma vez que é o último dia para republicanos e democratas evitarem o chamado “shutdown”, ou paralisação do governo dos EUA.

O líder democrata do Senado, Chuck Schumer, anunciou que a votação de uma lei de extensão do orçamento que evite a paralisação repentina dos serviços públicos ocorrerá nesta quinta-feira. O texto votado prorrogará o orçamento atual até 3 de dezembro. Na terça-feira, a secretária do Tesouro Janet Yellen afirmou à presidente da Câmara dos Estados Unidos que o Congresso tinha até o dia 18 de outubro para elevar o suspender o teto da dívida do país.

Hoje, as bolsas asiáticas têm resultados variados entre si à medida que investidores reagem a dados sobre atividade fabril em setembro na China. Na China continental, o índice Shanghai composto tem alta de 0,9%; em Hong Kong, o índice Hang Seng tem queda de 0,55%. O Índice do Gerente de Compras (PMI na sigla em inglês) relativo a setembro marcou 49,6 pontos, abaixo da expectativa de 50,1 pontos de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters. Qualquer leitura abaixo de 50 pontos indica retração; acima, expansão. Por outro lado, o PMI Caixin/Markit relativo a setembro teve desempenho acima da expectativa, a 50 pontos, frente à leitura de 49,2 pontos registrada em agosto.

A China vem passando por problemas de oferta de energia. Em Hong Kong, as ações da incorporadora China Evergrande tiveram queda de mais de 4% na quinta-feira, após a agência Reuters informar que alguns detentores de títulos receberam na quarta-feira pagamentos que estavam por vencer. No Japão, o Nikkei recuou 0,31%. O país se prepara para escolher um novo primeiro-ministro, após Fukio Kishida obter a liderança do partido no governo. Na Coreia do Sul, o Kospi teve alta de 0,28%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, avança 0,8%, em meio a ganhos de 1,5% de ações do setor de tecnologia. Todos os principais setores e principais bolsas têm altas. Dados sobre gastos do consumidor indicam alta de 1% na França em agosto em relação ao mês anterior. Em julho, o índice havia caído 2,4%. previsão de analistas ouvidos pela Reuters era de alta de 0,1%.

Brasil

No Brasil, o último pregão de ações encerrou com alta de 0,89%, a 111.106 pontos com volume financeiro negociado de R$ 30,626 bilhões. Enquanto isso, o dólar comercial subiu 0,11% a R$ 5,43.

Ontem, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que a alta no preço dos combustíveis preocupa o Congresso e defendeu que a Petrobras exerça seu “papel social”. No mesmo dia, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse que discute alternativas como a proposta do governo de fixar a alíquota do ICMS e a criação de um fundo de estabilização em busca de saídas para a alta dos combustíveis. O presidente Bolsonaro vem atribuindo a alta dos preços aos impostos estaduais. Segundo Lira, esse fundo de estabilização poderia ser criado a partir de recursos advindos de dividendos ou ainda a partir de recursos relacionados ao gás do pré-sal.

No início da semana, a Petrobras havia afirmado que sua política de preços de combustíveis seria mantida, e que não participaria de iniciativas para baratear o preço do gás. Mas na noite de quarta-feira a empresa anunciou a criação de um programa social de apoio a famílias de baixa renda, no valor de R$ 300 milhões. O programa deve ter duração de 15 meses, e tem o objetivo de garantir acesso a insumos essenciais, com foco no botijão de gás.

Commodities

Sobre as commodities, o minério de ferro negociado na Bolsa de Dalian (China) registra alta de 5,41%, a 721,5 iuanes, ou US$ 111,65. O Petróleo Brent é negociado com queda de 0,91%, a US$ 77,38 o barril.

Corporativo

No contexto corporativo, vendo o IRB no caminho certo, mas ainda devendo enfrentar muitos desafios, o Credit Suisse (C1SU34) manteve a recomendação underperform (desempenho abaixo da média do mercado, ou equivalente à venda) e cortou o preço-alvo para a ação de R$ 7,50 para R$ 5, o que configura um potencial de valorização de 3,5% em relação ao fechamento de ontem.

Por fim, além da aprovação do programa de R$ 300 milhões para subsidiar gás de cozinha, outras notas agitam o noticiário sobre a Petrobras. Em continuidade ao comunicado de 24 de setembro, a empresa informou que sua subsidiária integral Petrobras Global Finance (PGF) concluiu na véspera a liquidação financeira do resgate antecipado dos títulos 4,375% Global Notes e 4,25% Global Notes, ambos com vencimento em 2023. O valor total do resgate foi equivalente a US$ 1,3 bilhão, excluindo juros capitalizados e não pagos e considerando a taxa de câmbio de US$ 1,1717 por euro para os títulos na moeda.

Relacionados:

► Senado aprova mudanças na Lei de Improbidade Administrativa► Banco Central projeta crescimento econômico de 4,7% neste ano e de 2,1% em 2022

Leia mais: