clique para ir para a página principal

Gás de cozinha chega a custar R$ 135 após reajuste da Petrobras, aponta ANP

Atualizado em -

Gás de cozinha chega a custar R$ 135 após reajuste da Petrobras, aponta ANP Paulo Whitaker / Reuters
► Petrobras assina contrato para venda de campo terrestre em Sergipe por US$ 1,5 milhão► Petrobras assina venda de campos terrestres no Recôncavo por US$ 250 milhões

Segundo o levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, referente à semana de 3 a 9 de outubro, com o reajuste das tarifas da Petrobras (PETR3;PETR3), o gás de cozinha já está custando mais caro para o consumidor brasileiro. No entanto, o impacto ainda não foi total, já que as alterações passaram a valer nas refinarias da estatal no sábado (9), último dia de coleta dos dados pela ANP.

De acordo com a agência, o botijão de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) de 13 kg já chega a custar R$ 135 e a média geral do preço já passa de R$ 98,47. A ANP diz que desde março deste ano, o combustível já subiu cerca de 90%. O valor mais alto (R$ 135$) é encontrado no município de Sinop (MT) e o mais baixo (R$ 74,00) em Saquarema (RJ).

Em relação à gasolina, também reajustada pela estatal, subiu cerca de 0,4% nos pontos, variando de R$ 4,690, em Cascavel (PR), e a R$ 7,249 em Bagé (RS). No acumulado de dez meses do ano, o combustível já registra alta de 57,3%.

Após passar 95 dias sem alterações, a Petrobras anunciou o aumento no preço da GLP em 7,2%, juntamente com a gasolina e o óleo diesel em 9%.

Petrobras

Na sexta-feira (08) passada, a Petrobrasanunciou o reajuste dos valores da gasolina e do gás de cozinha. De acordo com a estatal, o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras passará de R$ 2,78 para R$ 2,98. No gás de cozinha, o preço sai de R$ 3,60 para R$ 3,86 por kg, o equivalente a R$ 50,15 por 13 kg.

“Esses reajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimentos”, informa a Petrobras ao justificar o aumento.

O reajuste será aplicado às distribuidoras. Dessa forma, a porcentagem de aumento para o consumidor poderá ser diferente.

Relacionados:

► Petrobras assina contrato para venda de campo terrestre em Sergipe por US$ 1,5 milhão► Petrobras assina venda de campos terrestres no Recôncavo por US$ 250 milhões

Leia mais: