clique para ir para a página principal

IPO do Nubank terá listagem na B3 e valor de mercado deve ir até US$ 70 bilhões

Atualizado em -

IPO do Nubank terá listagem na B3 e valor de mercado deve ir até US$ 70 bilhões Divulgação / Nubank
► Nubank compra a Spin Pay, de pagamentos► Nubank anuncia nova funcionalidade que permite negociar ações na B3

Um dos IPOs (Oferta Pública Inicial, da sigla em inglês) mais aguardados por alguns investidores deve acontecer antes do final de 2021. De acordo com o Broadcast do Estadão, o Nubank deve ingressar simultaneamente na bolsa norte-americana (Nasdaq) e na brasileira (B3) entre o fim de novembro e dezembro deste ano.

Conforme as informações divulgadas, o valor de mercado do banco digital pode ficar bem abaixo do inicialmente esperado pela empresa. Anteriormente, quando foram publicadas as primeiras notícias sobre a oferta, a fintech estimava ir ao mercado em cerca de US$ 100 bilhões. Agora, a projeção é que fique entre US$ 50 e US$ 70 bilhões.

Como a empresa optou por fazer a listagem no exterior e lançamento de BDRs de forma simultânea, o cronograma foi impactado. No entanto, em algumas semanas o prospecto da fintech deve se tornar público no órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos, conhecido como SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos).

Embora a projeção de mercado tenha sido baixa, o valor ainda está acima de grandes bancos tradicionais brasileiros listados nos EUA. Por exemplo, o Itaú (ITUB4) é avaliado em US$ 42 bilhões e o Bradesco (BBDC4) vale US$ 34 bilhões.

Lucro

O Nubank no Brasil registrou um lucro líquido de R$ 76 milhões no primeiro semestre de 2021 no Brasil, abatendo o prejuízo líquido de R$ 95 milhões apurado no período homólogo do ano passado.

O banco digital encerrou o mês de junho deste ano com mais de 41 milhões de clientes no Brasil, registrando 25% acima da atingida no semestre anterior e 60% maior nos últimos 12 meses.

As receitas de intermediação financeira do banco no Brasil chegaram a cerca de R$ 4 bilhões no primeiro semestre deste ano, um aumento de 91% em relação ao mesmo período de 2020. Nos primeiros seis meses de 2021, foi registrado um lucro de R$ 1,8 bilhão, crescimento de 98% em comparação ao ano anterior.

“O fato de o resultado de intermediação financeira ter crescido em um ritmo superior ao das receitas de intermediação financeira significa que a nossa margem segue expandindo” declarou Guilherme Lago, CFO do Nubank.

Relacionados:

► Nubank compra a Spin Pay, de pagamentos► Nubank anuncia nova funcionalidade que permite negociar ações na B3

Leia mais: