clique para ir para a página principal

Caged revisa dados e reduz em 46,8% número de vagas criadas em 2020

Atualizado em -

Caged revisa dados e reduz em 46,8% número de vagas criadas em 2020 Reprodução
► Desemprego recua para 13,2% entre junho e agosto; população ocupada subiu 4% no período► Mercado de trabalho em TI está em expansão; previsão do setor é crescer 11% até o fim de 2021

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revisou os dados do saldo de empregos formais de 2020 e informou que o número de vagas criadas é, na verdade, 46,8% menor do que o indicado anteriormente.

Pelas novas estatísticas, foram abertas 75.883 vagas no ano passado. O dado anterior apontava que haviam sido criadas 142.690 vagas.

Inicialmente, as informações indicavam o registro de 15.166.221 admissões e 15.023.531 desligamentos em 2020. Após a revisão feita pelo Caged, o número de contratações subiu 1,8%, para 15.361.234. Já as demissões aumentaram 2,2%, para 15.437.117.

"Ressaltamos que, mesmo com a mencionada revisão, o saldo do Caged de 2020 se mantém positivo, em que pese o pior momento da pandemia da covid-19”, informou o Ministério do Trabalho e Previdência após a divulgação dos dados revisados.

Desemprego

A taxa de desemprego no Brasil recuou no período de junho a agosto deste ano e chegou a 13,2%, recuo de 1,4 ponto em relação ao número registrado no trimestre móvel encerrado em maio, quando a taxa ficou em 14,6%. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 13,7 milhões de pessoas ainda estão em busca de um emprego no país.

Relacionados:

► Desemprego recua para 13,2% entre junho e agosto; população ocupada subiu 4% no período► Mercado de trabalho em TI está em expansão; previsão do setor é crescer 11% até o fim de 2021

Leia mais: