clique para ir para a página principal

JCP: Banco do Brasil pagará R$ 499,3 milhões; Camil distribuirá R$ 25 milhões

Atualizado em -

JCP: Banco do Brasil pagará R$ 499,3 milhões; Camil distribuirá R$ 25 milhões Fernando Bizerra/Agência Senado
► Banco do Brasil lucra 47,6% a mais no terceiro trimestre► Empresas estaduais e municipais poderão pegar R$ 3 bi emprestados

O Banco do Brasil (BBAS3) anunciou nesta sexta-feira (26) que distribuirá R$ 499,32 milhões a seus acionistas na forma de juros sobre capital próprio, o chamado JCP.

Com isso, os acionistas receberão R$ 0,17499127580 por ação no dia 30 de dezembro, mas o Banco do Brasil explica que só receberá o JCP quem detiver ações ordinárias da companhia até o fim do pregão do dia 13 de novembro.

O crédito faz parte do dividendo mínimo obrigatório da instituição referente ao segundo semestre de 2021, lembrando que o JCP está sujeito à incidência de 15% de imposto de renda sobre o valor bruto.

Os acionistas isentos da tributação têm até 15 de dezembro para comprovar a situação, sendo necessário comparecer a uma agência do Banco do Brasil.

Camil

Na quinta-feira (25) A Camil (CAML3) também aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) no valor total de R$ 25 milhões, correspondentes ao preço unitário de R$0,06 por ação ordinária.

”O valor indicado poderá ser atualizado, em decorrência das operações do programa de recompra vigente, caso haja movimentação”, ressalta a companhia em comunicado.

Para receber o pagamento do JCP no dia 13 de dezembro, serão considerados os acionistas com posse das ações da companhia até o encerramento do pregão do dia 1º de dezembro.

O pagamento de JCP está sujeito à incidência de 15% de imposto de renda na fonte, exceto para os acionistas que declararem ser imunes ou isentos até 2 de dezembro.

Relacionados:

► Banco do Brasil lucra 47,6% a mais no terceiro trimestre► Empresas estaduais e municipais poderão pegar R$ 3 bi emprestados

Leia mais: