clique para ir para a página principal

IGP-M registra inflação de 0,02% em novembro, mas acumula alta de 16,77% no ano

Atualizado em -

IGP-M registra inflação de 0,02% em novembro, mas acumula alta de 16,77% no ano Shutterstock
► BC anuncia estreia do Pix Saque e Pix Troco a partir da próxima segunda-feira (29)► ICVA aponta crescimento de 6,3% no faturamento nominal da Black Friday

A Fundação Getulio Vargas (FGV) informou que o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 0,02% em novembro deste ano.

No mês anterior o índice ficou em 0,64% e em novembro de 2020 foi de 3,28%. Com esse resultado o índice acumula alta de 16,77% no ano e de 17,89% em 12 meses. No mesmo período do ano passado o índice havia subido 3,28% e acumulava alta de 24,52% em 12 meses.

O IGP-M é composto por alguns subíndices, como o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

O IPA caiu 0,29% em novembro após alta de 0,53% em outubro, tendo como a principal influência na queda o subgrupo de alimentos processados, cuja taxa passou de 0,92% para -0,50%, no mesmo período.

O IPC variou 0,93% em novembro, ante 1,05% em outubro. Sete das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo educação, leitura e recreação que foi de 2,93% para 0,34%. Nesta classe de despesa, vale citar o comportamento do item passagem aérea, que passou de 22,84% em outubro para 1,62% em novembro.

Já o INCC passou de 0,80% para 0,71% no período. Os três grupos componentes do índice registraram variações na passagem de outubro para novembro, como o grupo de materiais e equipamentos que caiu de 1,68% para 1,23%, serviços passando de 0,36% para 0,49% e mão de obra que cresceu de 0,10% para 0,28%.

Relacionados:

► BC anuncia estreia do Pix Saque e Pix Troco a partir da próxima segunda-feira (29)► ICVA aponta crescimento de 6,3% no faturamento nominal da Black Friday

Leia mais: