clique para ir para a página principal

B3 torna-se mantenedora da Associação Brasileira de Crédito Digital

Atualizado em -

B3 torna-se mantenedora da Associação Brasileira de Crédito Digital Divulgação | B3
► Morgan Stanley vê Ibovespa a 120 mil pontos no fim de 2022► B3 passa a permitir o aluguel de cotas de ETFs de Renda Fixa

(Estadão Conteúdo) - A B3 é a nova mantenedora da Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD), entidade que representa fintechs de crédito e empresas de pagamentos. De acordo com a ABCD, o acordo tem o objetivo de aproximar os mercados de crédito e de capitais.

"Além disso, pretendemos realizar ações em conjunto com a ABCD, visando ampliar o número de fintechs que utilizam os serviços de registro de instrumentos de crédito da B3", afirma Rodrigo Pereira, superintendente de novos negócios, inovação e corporate venture da B3.

Segundo ele, a parceria ajudará a operadora da Bolsa e desenvolver o mercado.

A diretora executiva da ABCD, Claudia Amira, afirma que com o incentivo da B3, as ações da entidade serão potencializadas.

"É por meio de nossas mantenedoras que podemos potencializar nossa atuação em prol de um setor de crédito mais moderno, eficiente e democrático", diz ela.

Além da B3, são mantenedoras da ABCD a CertDox, plataforma com soluções digitais para contratos e garantias de crédito, e a Clicksign, de assinatura eletrônica.

Estão associadas à ABCD empresas como a bxblue, Creditas, Guiabolso, Gyra+, Mercado Crédito (do Mercado Pago), Neon e Stone, entre outras.

Relacionados:

► Morgan Stanley vê Ibovespa a 120 mil pontos no fim de 2022► B3 passa a permitir o aluguel de cotas de ETFs de Renda Fixa

Leia mais: