clique para ir para a página principal

MRV fecha acordo com Brookfield para venda estimada de R$ 1,26 bilhão em imóveis da startup Luggo

Atualizado em -

MRV fecha acordo com Brookfield para venda estimada de R$ 1,26 bilhão em imóveis da startup Luggo Divulgação | Luggo
► MRV poderá recomprar até 8,19% das suas ações em circulação► MRV tem lucro líquido de R$ 165 milhões no 3T21, alta de 17,5% ante 2020

A MRV Engenharia (MRVE3) anunciou um acordo de venda de aproximadamente 5.100 unidades para o fundo canadense Brookfield, com valor geral de venda (VGV) estimado em R$ 1,26 bilhão. A negociação foi feita através da startup Luggo, empresa do grupo MRV que desenvolve empreendimentos para locação.

Até o momento, a principal alternativa de funding para os projetos da Luggo foi a venda de unidades para o Fundo Imobiliário LUGG11.

A finalização do negócio com a Brookfield acontecerá após a expedição do Habite-se e conclusão dos imóveis, quando será realizado o pagamento e transferência do ativo. De acordo com comunicado da MRV, a Luggo permanecerá como administradora das propriedades e o valor dos aluguéis ainda será definido.

O processo de venda será dividido em três fases, que progredirão de acordo com a maturidade dos empreendimentos, que levam em consideração a disponibilidade dos alvarás de construção e a definição dos preços dos aluguéis.

FASE 1: Engloba os empreendimentos com alvará de construção expedidos, valor alvo de aluguel em fase final de definição e cap rate já definidos pelas partes (1.842 unidades e R$ 453 milhões de VGV estimado).

FASE 2: Engloba os empreendimentos sem alvará de construção (a serem obtidos até dezembro de 2022), com valor alvo de aluguel a ser definido pelas partes e cap rate já acordado (aproximadamente 2.550 unidades e R$ 630 milhões de VGV estimado).

FASE 3: Engloba os terrenos destinados a empreendimentos da Luggo, com alvará de construção a serem obtidos após 2022 e com valor alvo de aluguel e cap rate a serem acordados entre as partes (aproximadamente 710 unidades e R$ 175 milhões de VGV estimado).

De acordo com a MRV, o negócio fechado com o fundo canadense "é uma importante parceria estratégica entre as partes", e cria uma "sólida avenida de diversificação de funding para a venda de produtos".

Relacionados:

► MRV poderá recomprar até 8,19% das suas ações em circulação► MRV tem lucro líquido de R$ 165 milhões no 3T21, alta de 17,5% ante 2020

Leia mais: